Hora de repensar a fórmula

Por O Dia

Rogério Caboclo, presidente da CBF: reta final sem grandes emoções na briga pelo título do Campeonato Brasileiro
Rogério Caboclo, presidente da CBF: reta final sem grandes emoções na briga pelo título do Campeonato Brasileiro -

O Campeonato Brasileiro por pontos corridos já deu o que tinha para dar. Nesta edição que caminha bolorenta para o fim, não fossem os shows do Flamengo, o fracasso seria total. Mesmo sem brilho, Palmeiras e Santos ainda se esforçaram, mas os outros 17 participantes não fizeram nada que justificasse o preço do ingresso ou do pacote da TV. Pouco depois da virada do turno, a disputa estava limitada a Flamengo e Palmeiras, com confortável vantagem dos cariocas, o que minou o interesse das demais torcidas. O que resta dessa festa é o Flamengo esperando a hora de pegar a taça, o Palmeiras rezando por um milagre e meia-dúzia querendo vagas na Libertadores. Na verdade, balas jujuba para derrotados, e o resto naquele desespero de fugir do rebaixamento. Para piorar o que já não presta, veio o VAR, com seu protocolo idiota interferindo demais, irritando e alterando resultados. Presidente da CBF, Rogério Caboclo precisa agir para salvar o Brasileirão.

 

FLA DESPACHOU O BAHIA NO MARACA

No primeiro tempo, no Maracanã, o Flamengo teve a posse de bola, mas não conseguia furar o bloqueio da equipe do Bahia. Com Reinier no lugar de Vitinho, o time voltou para o segundo tempo disposto a conseguir a virada e o garoto respondeu, empatando de cabeça. Pouco depois, Bruno Henrique virou e Gabigol acabou fechando o placar em 3 a 1. Vitória que aumentou para dez pontos a vantagem sobre o Palmeiras. Taça nas mãos e cheia de caipirinha, festa na favela. Só falta a volta olímpica do time do Flamengo, que faz campanha brilhante no Brasileiro.

 

PEDALADAS

A diretoria do Flamengo renovou o vínculo de Reinier por três anos, elevando a multa contratual, que já era de R$ 70 milhões. Reinier chegou ao Flamengo aos 12 anos de idade. Antes, passou por Vasco e Fluminense, sendo dispensado nas peneiras da base.

Em 31 jogos neste Campeonato Brasileiro, o Avaí venceu três e é assim que chega para enfrentar o Botafogo, hoje à noite, no Nilton Santos. Alô Valentim: se não ganhar deles, ganhará de quem?

 

BOLA DENTRO

Gabigol foi o nome do jogo na vitória do Flamengo sobre o Bahia. Deu dois passes para os gols da virada e fez o dele no fim, fechando em 3 a 1. O cara está iluminado.

 

BOLA FORA

A derrota do Fluminense para o Internacional por 2 a 1, no Beira-Rio, complicou ainda mais a difícil vida dos tricolores, que fazem mais três jogos fora de casa.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários