O esperado gol mil

Por O Dia

Pelé
Pelé -
O milésimo gol de Pelé completou 50 anos e foi relembrado em quase todo o mundo. Eu estava lá como repórter de campo da Rádio Globo. Choveu muito e por isso apenas 65 mil torcedores presenciaram o feito no Maracanã. Vasco e Santos jogaram pelo Rio-São Paulo e todos torcíamos para que o gol saísse no estádio. Tenho certeza de que esse era também o desejo do Rei do Futebol. O Santos venceu por 2 a 1 de virada. Perdia por 1 a 0 no primeiro tempo e, no segundo, empatou com um gol contra de Renê e virou com Pelé batendo pênalti de Fernando em Clodoaldo, que não existiu. O curioso é que os jogadores do Vasco, com exceção de Andrada, aceitaram a marcação. O goleiro argentino, ensandecido, reclamou, esbravejou e quase pegou a cobrança do Rei. O árbitro Manoel Amaro também não queria perder a oportunidade de entrar na história e mandou botar a bola na marca da cal. Acho que, se Pelé perdesse, mandaria repetir a cobrança. Ainda bem que na época não havia o VAR.


DIA DE FESTA

Tite ficou todo contente. O Brasil ganhou da possante Coreia do Sul, interrompendo a sequência de maus resultados e garantindo um fim de ano sem turbulências, apesar do fraco desempenho na série de amistosos. As Eliminatórias para a Copa no Catar, que começam em março, e uma edição extraordinária da Copa América serão as próximas atrações. Nosso time não está bem. Como os vizinhos no continente estão piores, sobreviveremos.

PEDALADAS

Torcedores do Flamengo pelo Brasil assistirão à decisão com River Plate em estádios, ginásios, cinemas, clubes, bares, restaurantes ou simplesmente em casa. Será estabelecido com certeza novo recorde de audiência na televisão brasileira. 
O jornal Olé, da Argentina, elegeu o Flamengo como o Time do Século. Essa tática é velha, cuidado com eles.

BOLA DENTRO

Luxemburgo assumiu no Vasco com a missão de salvar a equipe do rebaixamento e cumpriu o prometido. Belo trabalho, levando-se em conta as dificuldades que o clube enfrenta.

BOLA FORA

O clima no Santos esquentou. Depois de áspera discussão no campo, Sasha declarou em coletiva que esteve para dar um soco na cara do lateral Jorge, mas que pensou na carreira.

Comentários