Ganhou. É o que importa

Por O Dia

O atacante Bruno Henrique foi o nome do Flamengo na vitória sobre o Al Hilal
O atacante Bruno Henrique foi o nome do Flamengo na vitória sobre o Al Hilal -
O Flamengo não se encontrou no primeiro tempo. Esteve longe de ser a equipe forte e coesa que nós nos acostumamos a ver. Dominado do primeiro ao último minuto, levou um gol de Salem em falha coletiva do setor defensivo, onde Filipe Luís e Pablo Marí facilitavam as coisas para o ataque adversário. Ao longo do primeiro tempo, o ataque rubro-negro teve uma chance apenas, e assim mesmo numa falha do goleiro, com Gerson chutando para fora. Na abertura do segundo tempo, Arrascaeta empatou aos 3 minutos e a partir daí ficou fácil. Bruno Henrique botou o Flamengo na frente e Al-Bulayhi, contra, fez o gol do alívio. O Flamengo chega à final do Mundial de Clubes sem jogar uma boa partida, tenso, errando passes, longe da equipe que encantou a todos no Brasileirão. Para chegar ao título no sábado, seja qual for o adversário, terá que jogar muito mais. Como cada jogo tem a sua própria história, espero ver o Flamengo jogando firme como a galera gosta.

DESAFIO NO PALMEIRAS

Vanderlei Luxemburgo parte para a luta no novo desafio no Palmeiras. No meio do ano, ele assumiu o Vasco para salvá-lo do rebaixamento e conseguiu êxito. Na nova missão, o grau de dificuldade aumenta. O que o torcedor, a diretoria e, principalmente, o patrocinador querem são títulos. O Palmeiras se programa para o melhor. Segundo lugar não serve. Quer o topo em todas as competições que disputar. Capacidade ele tem, precisará de sorte.

PEDALADAS

Abel Braga tem história no Vasco como jogador e treinador. A diretoria do clube precisa agilizar a chegada de reforços, gente que entre para resolver. Para contratar bonzinhos, será melhor apostar na garotada.

O Cruzeiro precisa fazer uma Black Friday para se livrar de jogadores com altos salários, reduzindo drasticamente a folha. A vida na Segundona é dura.

BOLA DENTRO

Fez bem o Corinthians em apostar na recuperação de Luan, ex-Grêmio. Fascite plantar tem cura, embora o tratamento seja demorado. O cara é bom de bola e merece voltar a brilhar.

BOLA FORA

O lateral-esquerdo Filipe Luís e o zagueiro Pablo Marí ficaram devendo no jogo contra o Al Hilal. Estiveram nervosos, tensos e errando tudo o que tentaram fazer durante quase todo o jogo.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários