Elenco, grupo, equipe

Por O Dia

O técnico Jorge Jesus tem um elenco quase imbatível, mas terá que domar suas feras
O técnico Jorge Jesus tem um elenco quase imbatível, mas terá que domar suas feras -

O favoritismo do Flamengo nas competições que disputará é quase uma unanimidade. Ano passado fez sucesso com um bom time, mesmo com dificuldades nas reposições, pois havia um claro desnível técnico entre titulares e reservas em algumas posições. Sanado o problema, a expectativa é de mais sucesso em 2020. Analisando o novo elenco e comparando com adversários, o raciocínio é lógico, só que em futebol não é bem assim. Um clube pode ter um grande elenco e não formar um bom time. A fórmula mágica é transformar um elenco de craques em um bom grupo e com ele montar uma grande equipe. As diferenças são notadas internamente pelos profissionais da área, elenco é reunião dos jogadores, se torna grupo quando aceita as propostas do comando, comprometendo-se com as ideias, entendendo que só onze estarão em campo, mas que todos são importantes se capazes de aceitar as decisões do comando. Caberá ao técnico Jorge Jesus domar suas feras.

 

ALERTA

Antes as seleções eram formadas por jogadores que atuavam no Brasil, os bons resultados em Copas do Mundo abriram o mercado internacional e começou a debandada com grandes clubes do mundo vindo beber na nossa fonte. Hoje, até para montar uma seleção sub-23 o treinador precisa catar a garotada mundo a fora. O pior é que exportamos jovens e importamos veteranos em fim de carreira provocando queda na qualidade dos espetáculos.

 

PEDALADAS

X Divergências comerciais entre Flamengo e Rede Globo aumentam e briga ameaça virar tiroteio. O pior é que ninguém ganha e todos perdem, principalmente o torcedor.

X Jandesrson fez o segundo gol do Corinthians na vitória por 2 a 0 sobre o Santos, foi pra galera, subiu na escadinha e foi expulso. Árbitro apenas cumpriu a recomendação idiota que recebeu.

 

BOLA DENTRO

O Boavista não venceu o Fluminense por 1 a 0 por acaso. Jogou bem, de forma corajosa, só se entrincheirando nos minutos finais para defender o resultado.

 

BOLA FORA

Neymar, num dos lances mais aplaudidos do jogo PSG 5 x 0 Montpellier, deu uma 'lambreta' no marcador e o árbitro aplicou cartão amarelo. Prova de que a burrice é universal.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários