Flamengo: liderar é uma arte

Por O Dia

Presidente Rodolfo Landim ao lado de Marcos Braz: comando do futebol rubro-negro
Presidente Rodolfo Landim ao lado de Marcos Braz: comando do futebol rubro-negro -
A administração do Flamengo o colocou, como a galera gosta de repetir entrando na onda do Bruno Henrique, em outro patamar, transformando-o na locomotiva do futebol brasileiro. A liderança pode ser doce ou amarga, é preciso aprender a lidar com ela. Na recente reunião na sede da CBF para tratar do Campeonato Brasileiro, ficou evidente que os demais clubes mais a temem do que a respeitam. Veem o Flamengo como aquele novo rico que acha que o mundo é dele e se posicionam como se estivessem tratando com algum inimigo. O Flamengo provoca essa sensação através das posições de algum dos seus dirigentes, que externam opiniões que nem sempre batem com as do clube, mas confundem e assustam quem as ouve. O presidente Rodolfo Landim deveria deixar clara a posição oficial. O que o Flamengo sugere com relação a calendário, campeonatos estaduais, relação com a televisão, tudo mais o que pretenda propor, sabendo falar e ouvir, sem prepotência.


AMEAÇA

No empate em 1 a 1 com o Resende, ficou claro que Abel Braga terá dificuldades para tocar o barco no Vasco. Dizem ser impossível fazer omelete sem ovos - pior para Abel que não tem nem frigideira. No elenco, há alguns bons valores, mas em número reduzido e, quando se faz necessária a reposição de jogadores, o drama aumenta, levando-se em conta as necessidades naturais para enfrentar competições paralelas. Prenúncio de ano difícil.

PEDALADAS

Adversários do Flamengo descobriram que a única maneira de parar Bruno Henrique é botando o balão da Lei Seca no campo.
Fazendo trabalho interno silencioso, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, está colocando a casa em ordem.
Tite pediu e Taffarel foi ver o empate em 0 a 0 entre Palmeiras e Santos. Voltou sem anotações. Os goleiros não foram incomodados.

BOLA DENTRO

Gabigol está impossível. Depois de bombar na Sapucaí, meteu três gols na vitória de 4 a 1 sobre a Cabofriense e ainda teve fôlego para a 'Noite das Campeãs'.

BOLA FORA

O Liverpool levou sapatada de 3 a 0 do Watford, perdeu a chance de se sagrar campeão invicto, viu interrompida a invencibilidade de 44 jogos e provou que não há time imbatível.

Galeria de Fotos

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, e Marcos Braz, vice de futebol Alexandre Vidal
Presidente Rodolfo Landim ao lado de Marcos Braz: comando do futebol rubro-negro Alexandre Vidal/Flamengo

Comentários