Parece até discussão de bêbado

Por O Dia

Merlin, a bola oficial de 2020
Merlin, a bola oficial de 2020 -

Ninguém está em casa confinado por prazer. Todos queremos as nossas rotinas de volta, o que em algum momento vai acontecer com vírus ou sem vírus porque a necessidade vai levar a esse desfecho. No tocante ao futebol, o intenso debate chega a ser hilário. Parte da imprensa, especialmente a da televisão, considera um absurdo fazer a bola rolar durante a pandemia com tanta gente morrendo, quando na verdade o futebol é quase um oásis no meio de toda essa confusão. As reuniões sucessivas do arbitral na Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro não são atos de insubordinação. Muito pelo contrário, visam afinar a sintonia ouvindo médicos dos clubes, infectologistas e palestrantes convidados, produzindo o protocolo 'Jogo Seguro', que, levado às autoridades sanitárias do Estado e Município, foi aprovado sem maiores ressalvas. Garantida a segurança dos envolvidos nos espetáculos, a federação do Rio aguarda a liberação. Sendo publicada pela manhã, de noite tem jogo, nada mais claro e direto do que isso.

A ameaça aos Jogos é real

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão, já admitem novo adiamento, caso haja mesmo a proibição da presença de público. Não há como imaginar uma Olimpíada sem público. Afinal, trata-se de um evento que visa congregar os povos através do esporte. Como fazer as festas de abertura e encerramento, a maratona da tocha até a pira olímpica, como confinar dez mil atletas na Vila promovendo o distanciamento? E os treinos? São dúvidas que tiram mesmo o sono.

Pedaladas

O Catar inaugurou o terceiro estádio para a Copa do Mundo de 2022. Por aqui, ainda não terminamos obras para o Mundial realizado em 2014.

O Vasco vendeu o atacante Marrony para o Atlético-MG e agora faz plantão na boca do caixa para se salvar das penhoras.

O pai do volante Gerson está empolgado com as chances do seu garoto voltar a jogar na Europa. O Flamengo não prende o jogador, mas também não libera barato.

Bola dentro

Prefeitura do Rio aprovou o protocolo 'Jogo Seguro'. O prefeito Crivella receberá esta manhã o presidente da Ferj, Rubens Lopes, para liberar a volta do futebol.

Bola fora

Botafogo e Fluminense ameaçam ir à Justiça para não retomar agora o Carioca. Os argumentos são frágeis, diante da aprovação das autoridades sanitárias.

Comentários