Alguém precisa reagir

Por O Dia

O VAR procura indícios, algo milimetricamente à frente que justifique anular um gol
O VAR procura indícios, algo milimetricamente à frente que justifique anular um gol -
As regras do futebol são 17, simples e objetivas. As novidades são as tais recomendações criadas sabe-se lá com que intenções e que vieram para confundir. No caso do impedimento a redação é clara: o jogador, uma vez no campo do adversário, terá que ter entre ele e a linha de fundo, pelo menos dois adversários. Repare, entre ele, não entre ombro, testa ou joelho dele. O VAR procura indícios, algo milimetricamente à frente que justifique anular um gol. O ex-técnico do Arsenal, Arsèrne Wenger, hoje na Fifa, defende a regra na essência, na mesma linha não há impedimento, mas, por enquanto, sem sucesso. Dirigentes, jogadores, alguém precisa sair em defesa do jogo limpo. A tecnologia é bem-vinda, desde que não atenda a interesses escusos. Como está é uma porta aberta para manipulações de resultados. Uma investigação criteriosa em ação preventiva pelas autoridades se faz necessário. Melhor prevenir do que lamentar.


RODAR ELENCO

O melhor para o Flamengo seria sair com força máxima, pontuar fazendo gordura para queimar depois. Rodar o elenco, como quer Torrent, não é uma boa. Os jogadores são bons, mas faltará entrosamento. Numa seleção, por exemplo, o técnico reúne os melhores, mas só acerta a equipe com muito treinamento em busca de equilíbrio físico e conjunto. O que está sendo feito no Flamengo pode ter lógica, nas não é o mais indicado para o momento.


PEDALADAS

X Campeonato Brasileiro vai ser no esquema 'Montanha Russa'. Numa rodada em cima, na outra embaixo. Vida difícil para treinadores.
X Por falar neles, cinco já foram para a panela em seis rodadas. Fernando Diniz estava madurinho, ganhou do Corinthians com gol salvador no fim do jogo e voltou à prateleira dos gênios.
X Bahia anuncia que mantém Roger.


BOLA DENTRO

Assim que Isla entrar em forma física, o Flamengo ganhará em força ofensiva com beneficio especialmente para o Gabigol. O chileno apoia bem e tem visão de jogo.


BOLA FORA

A ideia de colocar barulho de torcidas nos serviços de som dos estádios que copiamos da Europa, não é ruim. O problema é o descontrole, excesso no volume que só atrapalha.

Comentários