Fla-Flu é sempre festa

Por O Dia

Fla-Flu: um duelo de muita rivalidade em que cada jogo tem a sua história
Fla-Flu: um duelo de muita rivalidade em que cada jogo tem a sua história -
Festa da bola, da galera, do futebol... uma festa que só não será completa pela ausência de público no Maracanã. Praias, bares, shoppings lotados, nos estádios a proibição continua, como se neles estivesse o maior ponto de contaminação do universo. Será o quinto Fla-Flu do ano e este valendo preciosos pontos no Brasileirão. O Flamengo melhor, mesmo sem estar no ponto, superior aos encontros entre ambos no Estadual. O time evoluiu fisicamente, acalmando Domènec Torrent, que está bem mais à vontade no comando. No Fluminense, Odair Hellmman tem problemas. O time vem de derrota para o São Paulo e perdeu o jovem Evanilson, comprado pelo Porto. A esperança da torcida tricolor está no fato de que cada Fla-Flu constrói sua própria história, em cada jogo não se considera o passado, parece que cada Fla-Flu é único, alheio ao que passou ou ao que virá. A vida se resume ao que acontecerá entre o primeiro e o último apito do árbitro.

BAITA NEGÓCIO

A Tombense, do empresário Eduardo Uram, empresta Evanilson ao Fluminense, o clube investe no jogador, médicos, preparadores físicos, fisiologistas, fisioterapeutas, treinadores, equipamentos, medicamentos e toda estrutura profissional de excelência. Aos 20 anos, o garoto é vendido para o Porto, larga o clube com o Campeonato Brasileiro em andamento e o Fluminense fica com 10% e mais 20% pelo que chamam “direito de vitrine”.

PEDALADAS

Gabigol é bom jogador, fez sucesso, caiu no gosto da galera, mas muito longe de ser um fora de série. Quando entender isso, vai melhorar seu desempenho.
Colegas da Colômbia não sabem o que levou Cano a trocar o Independiente de Medellín, onde era ídolo, pelo Vasco. Dizem que o presidente Alexandre Campello abriu o cofre. Mal sabem que no cofre do Vasco só tem avisos de vencimento.

BOLA DENTRO

Jair Ventura assumiu o Sport e levantou o astral da equipe, que parecia abatida, sem esperanças. Hoje tem jogo encardido com o Fortaleza, no Castelão. Ganhando, pega no breu.

BOLA FORA

Os bandidos que invadiram o CT do Figueirense, agredindo e ferindo jogadores, uma vez identificados, devem ser presos, julgados e condenados como criminosos comuns.

Comentários