Rubens Lopes, presidente da Ferj: mudanças no Carioca de 2021 - Divulgação
Rubens Lopes, presidente da Ferj: mudanças no Carioca de 2021Divulgação
Por O Dia
O otimismo me faz acreditar que 2021 será melhor no mundo da bola, mas não tenho bons argumentos para defender essa esperança. Na realidade, primeiro teremos que fechar 2020, o que acontecerá em 24 de fevereiro, na última rodada do Brasileirão. Três dias depois, terão início o Carioca e os demais estaduais. Uma sobrecarga de trabalho que, por mais que os jogadores queiram fazer o melhor, o corpo reagirá com a luz de tanque na reserva piscando. Os clubes com elenco mais rico podem pensar em dividir as tarefas, talvez até montar uma equipe de jovens da base, mas, como nesta edição a Federação do Rio premiará a competência, remunerando melhor e por desempenho, o presidente Rubens Lopes acredita que o novo formato com 11 rodadas em pontos corridos, com os quatro mais bem colocados fazendo as finais, será importante para motivar a disputa. O problema está na sequência. A bola rolará direto até dezembro e jogadores não são máquinas.
PINTO NA PANELA
Publicidade
O Vasco demitiu o técnico português Ricardo Sá Pinto. A decisão, que vinha sendo discutida internamente, foi precipitada pela goleada de domingo, por 3 a 0, para o Athletico-PR. Sá Pinto não parecia bem relacionado com o grupo e, ao ver suas explosões de ira na área técnica, imagino o que acontecia no vestiário. Com 28 pontos e 12 jogos a disputar, o Vasco terá que vencer cinco e empatar dois para chegar aos 45 pontos, a marca do alívio.
PEDALADAS
Publicidade
Explicando por que Honda não fica no Botafogo, um colega na TV disse que entre outras coisas ele não se adaptou ao fuso horário. Um cara que fica quase um ano numa cidade e não se adapta ao fuso merece ser estudado.
Hoje tem Copa do Brasil, semifinais: São Paulo x Grêmio e América x Palmeiras. Depois disso, a bola só rolará no dia 6, na volta do Brasileirão.

Publicidade
BOLA DENTRO
A nossa relação, colunista-leitores, vem desde muito tempo, baseada na confiança do trabalho. Agradecido a leitores e companheiros, desejo a todos um Feliz Ano Novo.
Publicidade
BOLA FORA
Honda deixa o Botafogo sem chegar. Os três gols que marcou será tudo o que terá para contar no Japão. Dizem que fez um bom trabalho fora do campo, mas os jogos são no campo.