moises
moisesreprodução
Por O Dia
Rio - A Polícia Civil encerrou a festa de aniversário de 26 anos do lateral Moisés, ex-Botafogo e que atualmente defende o Internacional, que aconteceu na noite da última quinta-feira, em Porto Alegre. As autoridades agiram após receberem denúncias de aglomeração.
Publicidade
O delegado Rodrigo Reis, responsável pelas Delegacias de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Porto Alegre, relatou que Moisés estava no local quando a polícia chegou. O pai do jogador, que era dono da casa onde acontecia a confraternização, precisou ir à delegacia prestar esclarecimentos.
"Quando chegamos, fomos informados que a residência seria do pai de um jogador. A festa já tinha começado perto do final da tarde e estaria sendo finalizada. Já tinha pouquíssimas pessoas, por volta das 21h30, 22h. Ele alegou que teria organizado uma festa surpresa para o próprio filho. Com alguns amigos. Foi nesse momento que a gente disse para ele que, em razão do decreto, teriam que ser identificados e que a festa deveria ser encerrada imediatamente", disse o delegado ao site "GE".
Publicidade
Porto Alegre, a exemplo de outras cidades brasileiras, está com restrições a estes tipos de evento por conta do aumento no número de mortes por Covid-19. Em nota, o Internacional disse que os jogadores são orientados a seguir medidas de segurança.
"Os atletas são orientados a seguirem todos os protocolos de saúde, mesmo fora do ambiente de trabalho, em suas vidas particulares. O clube ratifica a extrema importância dos cuidados e pleno cumprimento dos protocolos sanitários", diz o comunicado.