Técnico do Botafogo Marcelo Chamusca
Técnico do Botafogo Marcelo ChamuscaVitor Silva/Botafogo
Por O Dia
Com o empate sem gols com o Bangu, o Botafogo perdeu a chance de alcançar o seu melhor início de Campeonato Carioca desde 2017. Ainda assim, mais do que o tropeço, o que preocupa o técnico Marcelo Chamusca é a falta de peças no elenco. Segundo ele, a principal prioridade no momento é a busca por laterais e, devido às poucas opções, a diretoria acelerará a busca, apesar da dificuldade que vem encontrando no mercado.
Atualmente, o Botafogo conta apenas com Jonathan para a lateral direita e os dois nomes da esquerda, Guilherme Santos e Hugo, estão lesionados. Com isso, o zagueiro Sousa jogou improvisado na função.
Publicidade
"A lateral esquerda, independentemente das lesões, já está no nosso planejamento buscar jogadores para a posição. O que não está fácil, porque o mercado está muito difícil nesse momento. Na direita a gente também está se mobilizando, são duas posições que existe carência. Claro que, com as lesões, teremos que acelerar um pouco nossa busca. Buscaremos pelo menos mais um jogador para cada lado para compor o nosso elenco", revelou Chamusca.
Entretanto, as laterais não são as únicas carências. A falta de meias que joguem mais por dentro também são uma preocupação na comissão técnica alvinegra. Tanto que, neste domingo, Felipe Ferreira, que trabalhou com Chamusca no Cuiabá, foi anunciado e se junta a Cesinha e Matheus Frizzo.
Publicidade
"Existe a expectativa de trazer novos jogadores até pela saída do Nazário. Estamos buscando e analisando nomes com característica de jogar por dentro, que possam trabalhar na construção junto aos volantes", completou.