Na despedida de Neymar, Flamengo e Santos ficam no empate

Rubro-Negro é superior, tem chances, mas não consegue marcar. Craque dá adeus ao Peixe e vai para o Barcelona

Por fabio.klotz

Brasília - Estádio de Copa do Mundo, despedida de Neymar, estreia no Brasileiro... Ingredientes não faltaram para apimentar o duelo entre Santos e Flamengo, neste domingo, no Mané Garrincha, em Brasília. Porém, a partida não teve algo essencial ao futebol: gol. O confronto terminou 0 a 0. Mas não por falta de oportunidades.

Hernane tenta conter%2C mas faz falta em NeymarAndré Luiz Mello / Agência O Dia

As melhores chances foram do Flamengo, mas a pontaria não estava calibrada. E o Rubro-Negro ainda parou em tarde inspirada de Rafael. O Santos quase não criou. Neymar, que assina com o Barcelona nesta segunda-feira, teve uma atuação discreta. O craque vai se juntar a Messi & Cia.

O Flamengo foi superior ao rival, mas não conseguiu marcar. Além da despedida de Neymar, o jogo marcou a estreia de Marcelo Moreno pelo Rubro-Negro. Ele até fez gol, mas foi corretamente anulado pela arbitragem. Depois, teve chance clara que parou no pé direito de Rafael.

O Mané Garrincha recebeu público de 63.501 pessoas, a maioria torcedores do Flamengo. A renda do jogo foi de R$ 6.948.710,00.

Na próxima rodada, na quarta-feira, o Flamengo encara a Ponte Preta em Juiz de Fora. Sem Neymar, o Santos joga no mesmo dia, no Raulino de Oliveira, contra mais um rival carioca: o Botafogo.

LÁGRIMA NO HINO

Neymar se emociona no adeus ao SantosAndré Luiz Mello/Agência O Dia

Antes de a bola rolar, Neymar não segurou a emoção ao ouvir o Hino Nacional no Estádio Mané Garrincha. O atacante chegou a chorar. Era o sentimento de adeus no último jogo pelo Santos.

O JOGO

O Flamengo foi superior no primeiro tempo. A tática rubro-negra foi explorar os lados do campo, sobretudo o direito, com Gabriel. Foi por lá que o Fla criou as melhores chances. Gabriel cruzou para Rafinha, mas Rafael salvou o Santos.

O Peixe não se achava ofensivamente. Sem ritmo, Montillo não conseguia criar. Neymar tentava, mas era desarmado pelos rivais. O lance mais perigoso do Peixe foi quando o craque arrancou e chutou para fora.

Melhor em campo, o Fla teve outra chance clara de abrir o placar. Novamente pela direita, Gabriel deixou Hernane cara a cara com Rafael, mas o Brocador preferiu tocar para o companheiro. O meia-atacante foi abafado por Galhardo. A bola sobrou para Renato, mas ele chutou para fora.

ESTREIA NO FLAMENGO

O Rubro-Negro voltou para o segundo tempo com Marcelo Moreno, principal contratação do clube para o Brasileiro, no lugar de Hernane. A etapa final começou movimentada. O Peixe logo ameaçou com Arouca, mas Luiz Antonio conseguiu atrapalhar o rival. A bola ficou com Felipe. A resposta rubro-negra foi com Elias, que chutou com perigo.

O jogo era aberto, mas o gol teimava em não sair. Quando o Flamengo balançou a rede, com Marcelo Moreno, o lance foi invalidado. O atacante estava impedido. Depois, Gabriel recebeu passe de Elias e tocou por cobertura, mas Durval salvou o Peixe.

Jorginho fez mais uma mudança no Flamengo. Ele sacou Luiz Antonio e colocou Carlos Eduardo. A proposta era ter um time mais ofensivo. E o Fla aproveitou os espaços. Rafinha arrancou pela esquerda e tocou para Marcelo Moreno. O atacante chutou com força, mas Rafael salvou com pé.

Depois, novamente pela esquerda, Ramon cruzou, a bola passou pela área e ficou para Carlos Eduardo, mas ele conseguiu chutar para fora. Rafael já estava vendido no lance. A bola ficou no pé direito do meia-atacante. Ele é canhoto.

Foi a última chance de gol. Quis o destino que a despedida de Neymar do futebol brasileiro fosse sem gol.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia