Com Maracanã cheio, Eduardo da Silva faz seu primeiro gol e dá a vitória ao Fla

Atacante entra no segundo tempo, no lugar de Paulinho, e marca aos 39 minutos. Mesmo com os três pontos, time ainda continua na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro

Por rodrigo.hang

Rio - Em pleno Dia dos Pais, a torcida do Flamengo lotou o Maracanã para apoiar o time, lanterna do Campeonato Brasileiro, no jogo contra o Sport, válido pela 14ª rodada. Deu certo. Luxemburgo apostou no atacante Eduardo da Silva no segundo tempo e o atacante, que fez sua segunda partida pelo time, foi o responsável pela vitória do rubro-negro carioca, ao marcar de cabeça aos 39 minutos.

A vitória deu sobrevida a equipe, que chegou aos 13 pontos, deixando a última colocação do Brasileirão, mas não saiu da zona de rebaixamento. Com a derrota, o Leão caiu uma posição e foi para sexto. Na próximo domingo, o visita o Coritiba no Couto Pereira, às 16h. O Sport, por sua vez, recebe o Atlético-PR na Ilha do Retiro, às 18h30.

Jogadores do Flamengo comemoram o gol marcado por Eduardo da Silva no fim do jogoMárcio Mercante

O JOGO

Mesmo com Flamengo e Sport querendo a vitória, por motivos distindo no campeonato, os dois times começaram o duelo no Maracanã com cautela, se estudando e chegando pouco ao ataque. Nos primeiros 15 minutos, só um lance mereceu destaque. Em bonita jogada, aos 13, Everton deu um balão em cima de um marcador do Sport, passou por outro adversário e notou Paulinho em boas condições. O atacante recebeu o passe e arriscou de primeira, mas o chute saiu longe do gol de Magrão, sem sustos para o arqueiro do Leão.

FOTOGALERIA: Confira imagens da vitória do Flamengo sobre o Sport no Maracanã

Com 19 minutos, o Sport teve boa chance em bola parada, de longe. Léo Moura perdeu a posse e o zagueiro Marcelo cometeu falta, que poderia ter recebido cartão amarelo, mas o árbitro Emerson Almeida Ferreira viu irregularidade sem punição. O atacante Neto Baiano bateu forte, mas não assustou Paulo Victor.

Aos poucos os times passavam a dar mais espaços. Aos 27, Alecsandro se desvencilhou da marcação e recebeu bom passe, mas Magrão saiu do gol e pulou alto para cabecear a bola e afastar o perigo. No lance, o goleiro se chocou com o atacante, que ficou caído, pedindo falta, mas a arbitragem nada marcou.

Eduardo da Silva festeja o gol da vitória%2C que salvou o Flamengo no MaracanãAndré Mourão

Apesar de estar jogando fora de casa, o Sport chegava com algum frequência. Em dois lances a equipe comandada por Eduardo Baptista teve chance de marcar. Aos 38, Patric chegou à linha de fundo e viu Rithely livre, mas o volante bateu errado na bola, desperdiçando boa oportunidade de gol. No minuto seguinte, o mesmo Rithely lançou Augusto, que, de frente para Felipe, tentou encobrir o goleiro do Flamengo, mas Marcelo cortou para escanteio.

O troco dos anfitriões foi aos 42, com Paulinho. O camisa 26 recebeu na entrada da área e bate colocado, rasteiro, mas Magrão, atento, faz a defesa sem grandes dificuldades. Foi a última chance de gol do primeiro tempo, que não teve muitas finalizações.

Herói do Flamengo, Eduardo da Silva festeja placar: 'Lutamos 90 minutos'

Na volta para o segundo tempo, o time de Vanderlei Luxermburgo começou atacando. Impulsionada pela torcida, que passou a incentivar ainda mais desde o início da etapa final, a equipe chegava ao ataque, mas não tinha precisão na hora de chutar. Aos quatro minutos, Mugni, que entrou no lugar de Luiz Antônio durante o intervalo, cobrou escanteio na cabeça de Cáceres, que cabeceou por cima do gol do Sport. 

Aos poucos o Leão foi recuperando o pique do primeiro tempo e aprontando para cima da zaga do Flamengo. Aos 17, em cobrança de falta, o lateral-direito Patric bateu alto e Ferron, que substituiu Ewerton Páscoa, testou firme, mas por cima da baliza de Paulo Victor. Chance de ouro para o Sport. 

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Na busca de um gol, Luxemburgou promoveu duas entradas aos 25 minutos de jogo, mudando peças do ataque. Eduardo da Silva, entrou no lugar de Paulinho, para fazer sua estreia no Maracanã, enquanto Arthur substituiu Alecsandro. Aos 29 Mugni entrou na área livre e tentou o passe para Arthur, que estava na marca da cal, mas Rithelly cortou para escanteio. Na batida, o Sport cortou o perigo.

Mesmo no Dia dos Pais%2C torcida do Flamengo marcou presença em pesoAndré Mourão

Aos 30, um lance polêmico. Em bola rebatida na área do Sport, Eduardo da Silva caiu e ficou pedindo pênalti de Ferron. Com um príncipio de confusão, Emerson Almeida Ferreira se impôs e afastou os atletas. 

A troca mostrou que Luxemburgo tem estrela. Aos 39 minutos, o lateral João Paulo foi à linha de fundo e fez cruzamento primoroso, na cabeça de Eduardo da Silva, que cabeceou livre para o fundo do gol do Sport, sem chances para Magrão. A torcida rubro-negro foi ao delírio no Maracanã. 

Com o gol salvador, o Flamengo apenas segurou o resultado nos minutos finais de jogo. Os três pontos dão sobrevida ao time, que deixou a lanterna do Brasileirão, mas ainda se manteve na zona de rebaixamento. 

Estádio: Maracanã
Árbitro: Emerson Almeida Ferreira (MG)
Público: 42.071 torcedores
Gols: Eduardo da Silva (39' 2ºT)
Cartões Amarelos: Wallace (19' 2ºT), Patric (35' 2ºT)
Cartões Vermelhos: -

Flamengo: Paulo Victor, Léo Moura, Wallace, Marcelo e João Paulo; Cáceres, Canteros e Luiz Antônio (Mugni); Everton, Paulinho (Eduardo da Silva) e Alecsandro (Arthur)

Sport: Magrão, Patric, Ewerton Páscoa (Ferron), Oswaldo e Renê; Rithelly, Wendel (Danilo), Ronaldo e Augusto (Zé Mário); Felipe Azevedo e Neto Baiano

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia