Mais Lidas

Flamengo usa Maraca lotado como trunfo para arrancar na classificação da Liberta

Os 52 mil ingressos colocados à venda, se esgotaram na última terça-feira

Por sarah.borborema

Rio - O Flamengo tenta lavar a alma e exorcizar os próprios fantasmas enquanto cria, a cada jogo em casa, um monstro capaz de assombrar qualquer adversário. Se ganhar da Universidad Católica, nesta quarta-feira, às 21h45, no Maracanã, e o Atlético-PR não perder para o San Lorenzo, a equipe de Zé Ricardo supera o peso da maldição de ser, ao lado do Palmeiras, o time brasileiro com mais eliminações na primeira fase da Libertadores — quatro. Além de poder assegurar a vaga nas oitavas de final, a vitória consolidará o palco desta noite como maior trunfo rubro-negro na competição.

Flamengo conta com a força da torcida para garantir resultado importanteDivulgação

Os últimos ingressos, dos 52 mil colocados à venda para os rubro-negros, se esgotaram na última terça-feira. A exemplo do que fez nas vitórias por 4 a 0 e 2 a 1 sobre San Lorenzo e Atlético-PR, respectivamente, o Flamengo tentará canalizar a energia que vem da arquibancada para se proteger de qualquer susto. Como pediu a torcida nos últimos mosaicos, hoje é dia de evocar o espírito de 1981.

Das seis vezes em que o Flamengo disputou a Libertadores neste século, em três o time foi aterrorizado pelo vexame de cair na fase de grupos. Sempre vítima da sina da casa mal-assombrada.

Em 2002, perdeu por 3 a 1 para a Universidad Católica, venceu por 4 a 1 para o Once Caldas, e empatou com o Olimpia em 0 a 0 nos três jogos que mandou no Maracanã.

Dez anos depois, fez 1 a 0 no Emelec e 3 a 0 sobre o Lanús, no primeiro e terceiro jogos no Engenhão. Pesou, porém, o empate em 3 a 3, em casa, cedido ao Olimpia depois de abrir três de vantagem.

O Fla teve nova chance em 2014. E de novo sucumbiu aos próprios demônios. No Maracanã, ganhou do Emelec por 3 a 1, ficou num empate em 2 a 2 com o Bolívar e caiu por 3 a 2 para o León.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia