Diego Alves estará em campo contra o Vitória - Gilvan de Souza / Flamengo
Diego Alves estará em campo contra o VitóriaGilvan de Souza / Flamengo
Por

A relação mudou da água para o vinho. Duas semanas após a forte pressão da torcida e o consequente protesto com violência de uma organizada no aeroporto, os rubro-negros refizeram as pazes rapidamente. Com mais de 40 mil ingressos vendidos para o duelo de amanhã com a Ponte Preta, o Maracanã estará lotado pela segunda vez seguida, algo que não acontecia há muito tempo. E os jogadores querem aproveitar o clima de otimismo para aumentar a boa fase.

"Sabemos que a torcida está eufórica e ficamos felizes. A ajuda da torcida é fundamental para continuarmos crescendo. Mas é a regularidade num longo período que faz o time conquistar os objetivos no fim", afirmou o goleiro Diego Alves.

Com oito jogos de invencibilidade e cinco sem sofrer gol, o Flamengo vai ganhando confiança para o confronto decisivo da próxima semana com o Emelec, pela Libertadores. E tenta conter a euforia com o bom momento para que não atrapalhe em campo.

"Temos que ficar focados no jogo a jogo. Pés no chão. Não conquistamos nada ainda. Para conquistar objetivos, precisamos de regularidade num determinado tempo. Temos que a cada dia melhorar", avisou o goleiro rubro-negro.

Ainda assim, a tensão enfrentada no aeroporto ainda incomoda. O goleiro, que se irritou ao ser questionado se havia jogado um copo de café nos torcedores da organizada, quer deixar a confusão apenas no passado.

"Todo mundo sabe o que aconteceu. Temos tanta coisa boa para falar agora, ficamos focados nas coisas negativas. Já aconteceu. Vamos falar de coisa boas. Esse assunto está encerrado. É uma pena que estejam forçando esse tipo de pergunta", completou.

Você pode gostar
Comentários