Mais Lidas

Pará celebra evolução do Flamengo e diz que Dorival deu 'chacoalhada' no time

A evolução da equipe coincide com a chegada do técnico Dorival Junior

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Pará falou sobre a situação de Diego Alves
Pará falou sobre a situação de Diego Alves -

Rio - Vindo de duas vitórias consecutivas por 3 a 0, sobre Corinthians e Fluminense, o Flamengo parece ter se reencontrado e voltou à briga pelo título do Campeonato Brasileiro. A evolução da equipe coincide com a chegada do técnico Dorival Junior, apontado por Pará como grande responsável por esta boa fase.

"Claro que a gente ainda tem muito para crescer e evoluir. Mas está nítido que o Dorival tem conseguido colocar o que vem treinando nas semanas. As coisas acontecendo da melhor maneira possível e acredito que estamos no caminho certo", declarou o lateral, nesta sexta-feira.

Nas três partidas sob o comando de Dorival, o Flamengo não sofreu gols, mas é o desempenho ofensivo que tem se destacado. Contra Corinthians e Fluminense, o time rubro-negro chegou aos gols com certa facilidade, e até Uribe desencantou.

Pará creditou a evolução ao "chacoalhão" do técnico no elenco. "Sempre jogamos para frente, é o DNA do Flamengo, mas com o [Maurício] Barbieri as coisas não estavam encaixando, fluindo. Com o Dorival, as coisas acontecem naturalmente, as bolas chegam mais para os jogadores de beirada. Dorival deu uma chacoalhada no vestiário", comentou.

O jogador espera que a boa fase continue no próximo compromisso flamenguista, contra o lanterna Paraná, domingo, em Curitiba, pela 30ª rodada do Brasileirão. A quatro pontos do líder Palmeiras, o time carioca precisa da vitória para seguir na briga. Mas, mesmo diante da fragilidade do adversário, Pará acredita que será uma partida bastante difícil.

"A gente sabe que domingo vai ser um jogo difícil contra o Paraná, mesmo eles estando nessa situação. É uma grande equipe e tem um treinador que quer tirar o time dessa situação incomoda. Independente disso, temos que fazer um grande jogo", considerou o lateral.

Para este confronto, uma das dúvidas do técnico rubro-negro é a escalação de Diego, que ainda não jogou sob o comando de Dorival Lesionado, esteve de fora das boas vitórias sobre Corinthians e Flu. Nas duas partidas, o treinador escalou Willian Arão em sua posição, o que gerou suspense sobre a manutenção da escalação ou sobre mudanças no meio-campo do Flamengo.

Questionado sobre quem escalaria no setor, Pará se esquivou da pergunta. "São posições completamente diferentes. O Arão é um segundo volante que tem a chegada forte. O Diego é aquele armador clássico que todo time quer ter no elenco. Quem entrar vai dar conta do recado, juntamente com os outros que atuarem", declarou.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia