Com a obrigação do dever de casa

Fla encara a LDU, no Maraca, com o apoio de mais de 56 mil rubro-negros e sem margem para cometer erros

Por O Dia

Torcida do Flamengo
Torcida do Flamengo -

Rio - Maracanã lotado, torcida inflamada e favoritismo. A receita parece infalível, mas, recentemente, o cenário não traz boas lembranças aos rubro-negros na Libertadores. Depois de tantas decepções, uma boa campanha já virou obrigação para o Flamengo, que recebe nesta quarta-feira a LDU, do Equador, às 21h30, para ficar mais perto de virar de vez essa página.

A partida vale a liderança do Grupo D, já que as duas equipes, com três pontos, dividem a primeira colocação — a LDU tem vantagem no saldo de gols. Uma vitória deixará os rubro-negros em situação confortável, já que abririam três pontos de vantagem para o segundo colocado e teriam pela frente dois jogos consecutivos em casa. Uma boa oportunidade de encaminhar a classificação com antecedência, e o elenco planeja passo a passo o caminho até as oitavas de final.

"Eu vejo como responsabilidade os três jogos seguidos em casa. Primeiro temos que pensar na LDU, que venceu o primeiro jogo. Decide a liderança. Temos que estar focados nisso. Nível de concentração tem que ser alto", analisou o Rodrigo Caio, titular absoluto no time de Abel Braga.

Com toda a carga de ingressos esgotada (56 mil), a torcida promete uma bela festa no Maracanã, com direito a mosaico. O zagueiro Rodrigo Caio reconhece a importância do apoio dos rubro-negros e promete fazer de tudo para retribuir o apoio da Nação.

"Isso demonstra a confiança que tem em nós. Uma alegria. Vamos dentro de campo tentar fazer o que e esperam de nós. Não vai faltar entrega e dedicação. É muito bom contar com essa nação", disse Rodrigo Caio.

Arrascaeta barrado

Em relação ao time que venceu por 1 a 0 o San José-BOL, o Flamengo terá apenas uma mudança: Everton Ribeiro entra na vaga de Arrascaeta. O uruguaio foi convocado ontem pela seleção de seu país para dois amistosos e desfalcará o Flamengo em três rodadas do Campeonato Carioca.

Comentários