Flamengo derrota a LDU e dispara na liderança do seu grupo na Libertadores

Everton Ribeiro, Gabigol e Uribe fizeram os gols dos cariocas

Por MARCELO BERTOLDO

Torcida rubro-negra fez um belo mosaico antes de a bola rolar: Mengo é paixão
Torcida rubro-negra fez um belo mosaico antes de a bola rolar: Mengo é paixão -

Rio - A declaração de amor da torcida ao Flamengo foi o pontapé inicial para a incontestável vitória de 3 a 1 sobre a LDU, do Equador, nesta quarta-feira, no Maracanã, pela segunda rodada da Libertadores. O mosaico com os dizeres 'Mengo é Paixão' gerou um sentimento recíproco em campo. A cada corte da defesa, roubada de bola, troca de passes envolvente até o ápice nos gols de Everton Ribeiro, Gabigol e Uribe, tão festejados quanto o pênalti defendido pelo goleiro Diego Alves, a arquibancada pulsava.

O Flamengo respondeu positivamente a energia transmitida dà beira do gramado, em dia de Maracanã lotado, com todos os ingressos esgotados. Pilhado, Gabigol disputava até bolas dadas como perdidas. Com muita movimentação e tabelas em velocidade, Diego, Everton Ribeiro e Bruno Henrique tentavam furar o bloqueio equatoriano.

E não demorou, pois Everton Ribeiro, logo aos oito minutos, fechou com chave de ouro a bela troca de passes, que teve o de Diego como o último e açucarado antes do gol. Pouco depois, a LDU respondeu no chute de Jhojan Julio, espalmado por Diego Alves.

Passado o susto, o Flamengo, com a marcação encaixada, assumiu o domínio do jogo, porém, perdeu a chance de construir uma considerável vantagem com Bruno Henrique, Diego, Arão e Gabigol, em duas oportunidades claras.

O pênalti de Diego sobre Vega foi um castigo para o torcedor, que depositou a fé na fama de Diego Alves. Ao defender a cobrança de Intriago, o goleiro, que já havia brilhado na vitória sobre o San José, na altitude de 3.700 metros de Oruro, na Bolívia, voltou a decidir e a incendiar o Maracanã.

Cheio de moral, o Flamengo voltou determinado a resolver o jogo. Aos 23 minutos, Everton Ribeiro voltou a aparecer no belo lançamento para Bruno Henrique, que escorou para Gabigol marcar o segundo. Arão e Léo Duarte também poderiam ter ampliado, mas não tiveram a mesma estrela de Uribe, que fez o terceiro no primeiro minuto em campo, aos 35.

O gol de pênalti de Borja, aos 46 do segundo tempo, não ameaçou a vitória ou abalou a relação de amor e paixão do Flamengo e sua torcida. Com 100% de aproveitamento, o Rubro-Negro fará mais dois jogos seguidos no Maracanã pela Libertadores - Peñarol, do Uruguai, dia 3 de abril, e San José, dia 11, e poderá garantir a vaga antecipada diante de sua nação.

Galeria de Fotos

Torcida rubro-negra fez um belo mosaico antes de a bola rolar: Mengo é paixão Luciano Belford/Agencia O Dia
Rio de Janeiro - 13/03/2019 - Everton Ribeiro e Gabriel do Flamengo comemoram gol durante partida contra a equipe da LDU valida pela Libertadores das Amercias, no estadio do Maracana. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agencia O Dia
Rio de Janeiro - 13/03/2019 - Gabigol do Flamengo durante partida contra a equipe da LDU valida pela Libertadores das Amercias, no estadio do Maracana. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia Luciano Belford/Agencia O Dia

Comentários