Mais Lidas

'Segura meu café': rubro-negros se divertem com piada sobre Diego Alves em rede social do Flamengo

Perfil oficial do clube relembrou episódio em que o goleiro jogou um copo de café em torcedor

Por MH

Rio de Janeiro - 13/03/2019 - Diego Alves do Flamengo durante partida contra a equipe da LDU valida pela Libertadores das Amercias, no estadio do Maracana. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia
Rio de Janeiro - 13/03/2019 - Diego Alves do Flamengo durante partida contra a equipe da LDU valida pela Libertadores das Amercias, no estadio do Maracana. Foto: Luciano Belford/Agencia O Dia -

Diego Alves é um dos principais nomes do elenco atual do Flamengo, e tem sido o diferencial na Libertadores. A vitória rubro-negra sobre a LDU por 3 a 1, na quarta-feira, foi mais uma grande atuação do camisa 1, assim como havia sido na primeira rodada, contra o San José (1 a 0), na Bolívia. Desta vez, Diego Alves defendeu até pênalti, e a torcida não se aguentou de empolgação, tanto na arquibancada quanto nas redes sociais.

A conta oficial do Flamengo publicou o vídeo da defesa de Diego Alves: "Não! Pênalti contra o Flamengo! E agora? Diego Alves: hold my coffee. #AssimQueSeFaz", escreveu o perfil. Hold my coffee, na tradução do inglês, quer dizer 'segura meu café'. A frase é uma brincadeira com o episódio de abril de 2018, quando Diego Alves jogou um copo de café em um torcedor durante um protesto de rubro-negros no Aeroporto do Galeão.

Com a vitória, o Flamengo assegurou a liderança do Grupo D da Libertadores, com seis pontos. O Rubro-Negro joga no Maracanã nas próximas duas rodadas da competição, contra Peñarol e San José, dia 3 e 11 de abril, respectivamente. Sábado, às 19h, o Flamengo enfrenta o Volta Redonda no Maracanã, pela Taça Rio.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia