27/03/2019 - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS/PARCEIRO - O jogador Éverton Ribeiro do Flamengo, comemora o gol durante partida contra a equipe do Fluminense, em jogo válido pela semifinal da Taça Rio do Campeonato Carioca 2019 no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (27). Foto: Delmiro Junior/Parceiro/Agência O Dia - Delmiro Junior/Parceiro/Agência O Dia
27/03/2019 - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS/PARCEIRO - O jogador Éverton Ribeiro do Flamengo, comemora o gol durante partida contra a equipe do Fluminense, em jogo válido pela semifinal da Taça Rio do Campeonato Carioca 2019 no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (27). Foto: Delmiro Junior/Parceiro/Agência O DiaDelmiro Junior/Parceiro/Agência O Dia
Por O Dia

O jornalista e influenciador digital Guilherme Pinheiro foi suspenso por sete dias pela Associação de Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro (Acerj). Apesar de estar na tribuna de imprensa, ele extrapolou na comemoração do gol de Everton Ribeiro, que deu a classificação ao Flamengo para a final da Taça Rio. Pinheiro está proibido de entrar em qualquer estádio usando sua carteirinha da entidade.

"É hora de mostrar pra torcida do Fluminense que o João de Deus, que ajuda eles, tá preso. Bora Ribeiro, meu garoto. Acabou, eliminado, Fluminense, tá eliminado!", gritou ele em um vídeo que circula nas redes sociais.

Guilherme Pinheiro - Reprodução

Pinheiro trabalha no jornal "O Gonçalense" e tem o canal "Flazoeiro" no YouTube. "Foi um erro gravíssimo que não vai se repetir. Tenho que saber conciliar meu canal com meu trabalho, que é mais importante pra mim. Eu sempre frequentei a arquibancada e fica difícil segurar, mas sei que isso não pode acontecer de novo", afirmou o repórter, que cursa o segundo ano da faculdade de Jornalismo.

Você pode gostar
Comentários