Flamengo: a redenção dos criticados em finais

Assim como Márcio Araújo e Rodinei, Arão e Vitinho vinham sendo contestados pela torcida

Por O Dia

O futebol de Willian Arão voltou a crescer com a chegada de Abelão
O futebol de Willian Arão voltou a crescer com a chegada de Abelão -

No futebol, um jogador pode ser ovacionado e chamado de craque segundos após uma sonora vaia, especialmente quando se trata de Flamengo. Quis o destino que os gols da vitória do Rubro-Negro sobre o Vasco, no domingo, fossem marcados por Willian Arão e Vitinho, dois dos mais criticados do elenco de 2019.

A Gávea parece transformar contestados em heróis. Em 2014, o título saiu após o gol de Márcio Araújo diante do Vasco e, em 2017, contra o Fluminense, foi a vez de Rodinei.

O Flamengo tem um elenco recheado de jogadores que custaram caro, e a torcida avalia que Willian Arão não está no mesmo nível dos seus companheiros. O técnico Abel Braga foi firme no início do ano ao bancar o jogador entre os 11 titulares e foi recompensado. O camisa 5 era o mais perseguido na temporada passada, mas cresceu de produção em 2019. Acabou sendo coroado com o gol que abriu o caminho para a conquista do Carioca.

Vitinho foi contratado por 10 milhões de euros (R$ 44 milhões, na cotação da época) em julho do ano passado, e é justamente por isso que a torcida pega no pé dele. É verdade que ainda não rendeu o esperado, e a pressão parece o deixar abalado durante os jogos. Não foi o caso da partida contra o Vasco, domingo, quando o atacante teve frieza para fazer o gol e ver o Maracanã explodir.

 

O cenário é parecido com o do lateral-direito Rodinei, em 2017. Ele liquidou a fatura na final do Carioca contra o Fluminense (vitória de 2 a 1), depois de meses de altos e baixos.

Márcio Araújo é o caso mais emblemático. Ele talvez seja o jogador mais contestado da história recente do Flamengo, e foi justamente dos seus pés que saiu o gol do título do Campeonato Carioca de 2014, sobre o Vasco. Para dramatizar ainda mais o enredo de herói improvável, o gol veio já nos acréscimos e com requintes de crueldade: o volante estava em posição de impedimento.

Os gols decisivos podem até entrar para a história e fazer a torcida 'baixar a guarda' por um tempo, mas não são suficientes para cessar as críticas. Márcio Araújo permaneceu no Flamengo até 2018, boa parte do tempo como titular, mas sempre muito pressionado. Já Rodinei, hoje reserva de Pará, segue sendo um dos mais criticados.

 

CONFIANÇA DE ABEL

Titular absoluto com Abel Braga, Willian Arão está longe de ser unanimidade entre os torcedores. O bom início de temporada e o gol na final aliviaram a pressão, mas é o desempenho nas competições mais importantes que pode fazê-lo conquistar a torcida.

Já Vitinho, reserva desde a chegada de Bruno Henrique, que tomou conta da posição, luta para recuperar seu espaço. Há menos tempo no clube, ele é cobrado pela alta expectativa em torno do seu futebol e o gol na decisão pode dar a confiança necessária para que consiga, finalmente, deslanchar com a camisa do time rubro-negro.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários