Cuéllar é notificado e pode ter que pagar multa a ex-empresário por quebra de contrato

Ernesta Roa cobra do volante o valor de U$S 225 mil

Por O Dia

Cuéllar
Cuéllar -
Rio - O volante Cuéllar, do Flamengo, foi notificado extrajudicialmente por seu ex-empresário, Ernesto Roa, que alega quebra de contrato e cobra uma multa de U$S 225 mil (R$ 875 mil pela cotação atual), além de mais 30% por juros e mora. A informação foi divulgada pelo jornalista Venê Casagrande.
 Cuéllar assinou um contrato de cinco anos com Roa em 14/01/2016, dias antes de assinar com o Flamengo, e rompeu o vínculo cerca de dois anos depois, em 2018. No Rio de Janeiro para acompanhar a Copa América, o empresário confirmou a ação, mas não quis entrar em detalhes.
O advogado de Cuéllar, Diogo Silva, confirmou a notificação e afirmou que o jogador não fará nenhum tipo de acordo.
"Isso é uma notificação extrajudicial. Antes de entrar na Justiça, o advogado da outra parte envia uma notificação extrajudicial para tentar um acordo. Eu já respondi a notificação dizendo que o contrato de representação foi firmado de acordo com as normas da Fifa e, portanto, o prazo de duração pode ser até dois anos e não de cinco, como foi assinado. Ou seja, não vamos tentar acordo", declarou Diogo a Venê Casagrande.
Diante da negativa dos representantes do volante colombiano, a tendência é que Ernesto Roa acione Cuéllar na justiça nos próximos dias.

Comentários