Renato Gaúcho alfineta Flamengo e rebate Jesus: 'Não tenho R$ 160 milhões para gastar'

Técnico do Grêmio projetou duelo contra o Rubro-Negro na semifinal da Libertadores

Por MH

RS - FUTEBOL/TREINO GREMIO  - ESPORTES - Jogadores do Gremio realizam treino durante a tarde desta sexta-feira no Centro de Treinamentos Luiz Carvalho, na preparacao para o Campeonato Brasileiro 2018. FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
RS - FUTEBOL/TREINO GREMIO - ESPORTES - Jogadores do Gremio realizam treino durante a tarde desta sexta-feira no Centro de Treinamentos Luiz Carvalho, na preparacao para o Campeonato Brasileiro 2018. FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA -
Renato Gaúcho foi questionado sobre as declarações de Jorge Jesus sobre quem "joga o melhor futebol do Brasil". O treinador do Flamengo havia declarado que o Rubro-Negro é quem tem as melhores apresentações.

Em entrevista coletiva após o empate do Grêmio com o São Paulo por 0 a 0, no Morumbi, neste sábado, Renato Gaúcho declarou que é obrigação do Flamengo ter grande desempenho por conta do forte investimento para a montagem do elenco para esta temporada.

"A minha opinião não vou mudar, respeito a opinião do Jesus, está fazendo um bom trabalho. Ouvi da boca dele que era porque era o primeiro no Brasileiro. Se perder, quer dizer que não tem mais? Se o Grêmio me der R$ 160 milhões para contratar, vou montar uma seleção. O Grêmio não gastou nem R$ 10 milhões. Óbvio que o Jesus vai puxar a sardinha para o lado do Fla, eu faria a mesma coisa. Joga um futebol bonito, sim, mas há pouco tempo. O Grêmio joga há três anos. O que tem a diferença, enorme, é financeiramente".

A polêmica sobre o melhor futebol do Brasil surgiu na última terça-feira, quando o Grêmio venceu o Palmeiras por 2 a 1, em São Paulo, e avançou à semifinal da Libertadores. Na ocasião, Renato afirmou que o Tricolor tinha as melhores atuações do país. No dia seguinte, foi a vez de Jorge Jesus "puxar sardinha" para o lado do Flamengo.

O treinador gremista tratou de "esquecer" o duelo contra o Rubro-Negro, uma vez que só encontrará o rival no dia 2 de outubro. No entanto, disse que quem passar será o favorito a conquistar o título da Libertadores. No outro lado da chave, Boca Juniors e River Plate decidem um lugar na decisão.

"A gente vai se encontrar daqui 30 dias. Até lá, vamos pensar na Copa do Brasil e depois no brasileiro. Lá na frente, sim, pensamos no Flamengo. Respeito a opinião dele (Jesus), inclusive vem jogando um belo futebol. Mas com aqueles jogadores, é obrigação. Lá na frente vamos nos encontrar. Quem passar é o grande favorito para conquistar a Libertadores".