Especialistas em leitura labial revelam as broncas do técnico do Flamengo

Jorge Jesus não alivia em cobranças ao elenco rubro-negro

Por O Dia

O técnico Jorge Jesus discute com Reinier, depois da vitória sobre a Chapecoense: palavras duras
O técnico Jorge Jesus discute com Reinier, depois da vitória sobre a Chapecoense: palavras duras -

Rio - Correu pela Internet o vídeo da bronca que Jorge Jesus dá no garoto Reinier, domingo, na vitória sobre a Chapecoense (1 a 0). Não foi a primeira nem a segunda vez que o técnico é flagrado pelas câmeras esbravejando contra os jogadores do Flamengo. Enérgico que só, o Mister lava a roupa ali mesmo, no campo. Os atletas até tentam esconder a boca, para que se evite a leitura labial. Jesus não é tão cauteloso, mas tanta cobrança tem dado certo: em 21 jogos, conquistou a liderança isolada do Brasileiro e está na semifinal da Libertadores.

Galeria de Fotos

O técnico Jorge Jesus discute com Reinier, depois da vitória sobre a Chapecoense: palavras duras Reprodução de Vídeo
O técnico Jorge Jesus discute com jogadores do Flamengo Reprodução de Vídeo
O técnico Jorge Jesus discute com jogadores do Flamengo Reprodução de Vídeo

A convite de O DIA, os especialistas Felipe Oliver, Michael Mike e Antônio Borba fizeram leitura labial de discussões recentes entre Jorge Jesus e seus comandados. Uma delas foi com Rafinha, na partida contra o Internacional (3 a 1), pelo Brasileiro. O lateral-direito travou uma briga particular com Guerrero, quando o atacante colorado se machucou em choque com Rodrigo Caio. Rafinha foi até o peruano para defender o companheiro de time, mas o Mister decidiu interferir. "Deixa lá o cara (Guerrero). Tem árbitro. Vamos jogar. Que se f...", disse.

Domingo, contra a Chapecoense, as câmeras de televisão pegaram uma baita bronca de Jorge Jesus em Reinier. "A próxima vez que fizer isso você não vai jogar nunca mais", referindo-se a firulas. Em declaração ao canal 'Paparazzo Rubro-Negro', o pai de Reinier, Mauro Brasília, que também já foi atleta, amenizou. "Isso faz parte do aprendizado. Ele está moldando o jogador para ser um dos grandes do futebol".

Logo depois de descascar Reinier, Jesus debateu com Rodrigo Caio, em tom mais leve. "Quando for jogar, não passa para ele (o goleiro). Passa pra lá (o ataque). Não! Tem que chutar!". Felipe falou das dificuldades de fazer leitura labial. Uma delas é pelo fato de Jorge Jesus ser português. "A forma de falar muda", disse.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários