Jesus: risco de levar gancho de até 12 jogos

Treinador é denunciado pelo STJD por ter feito duras críticas à arbitragem após a vitória por 2 a 0 sobre o Athletico-PR

Por O Dia

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pode punir o técnico Jorge Jesus com até 12 jogos de suspensão por causa das reclamações após a vitória por 2 a 0 sobre o Athletico-PR, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena da Baixada. Ele foi denunciado por declarações ofensivas em relação à arbitragem e conduta contrária à disciplina. Já o Flamengo responderá pelo atraso na entrada em campo para o segundo tempo.

Jesus e o clube serão julgados na próxima quinta-feira, dia seguinte ao segundo jogo da semifinal da Libertadores, pela Quinta Comissão Disciplinar do STJD. A Procuradoria alega que o Rubro-Negro infringiu o artigo 191, inciso III, por demorar dois minutos a mais do que o permitido para voltar a campo, segundo relato do árbitro Bráulio da Silva Machado (SC) na súmula do jogo.

Mesmo depois de vencer a partida, o Mister, em entrevista coletiva, fez duras críticas à arbitragem pela anulação de um pênalti em Lucas Silva.

"Sabíamos que jogo ia ser difícil pela qualidade do Athletico, pelas condições do sintético, jogo completamente diferente. Já viemos preparados. Não vinha preparado para jogar contra duas equipes, contra o árbitro, mas contra o Atlhetico", disse o treinador.

O Flamengo pode ser penalizado com multa de R$ 100 a R$ 100 mil por descumprir o regulamento. Já o técnico corre risco de suspensão por quatro a seis partidas e multa de R$ 100 a R$ 100 mil pela ofensa e suspensão de uma a seis partidas pela conduta antidesportiva.

Sem pistas sobre a escalação

Como virou costume com Jorge Jesus, o time do Flamengo que vai entrar em campo contra o Fluminense é um mistério. Já que o treinador não tem o hábito de poupar todo o elenco, a tendência é que ele utilize boa parte dos titulares.

"Essa questão de poupar ou não é do treinador. Mas ele vem fazendo. No último jogo entraram eu, Gabriel, João Lucas e Reinier. Quem entra dá conta do recado. Temos um elenco forte", disse o zagueiro Rodrigo Caio, que ainda criticou o calendário apertado.

"Estão levando essa questão de poupar para o outro lado. O calendário é muito difícil para os atletas. O debate deveria ser esse, diminuir os jogos", completou o zagueiro.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários