Final da Libertadores fica sob risco após Chile cancelar eventos internacionais

Momento político no país é muito conturbado

Por O Dia

Taça Libertadores
Taça Libertadores -
Rio - Apesar da postura da Conmebol que confirma que a final da Libertadores será no Chile, o momento no país da América do Sul é muito delicado. O governo local cancelou  dois grandes eventos internacionais em Santiago, a capital do país: a APEC e a COP25. A final do principal torneio de clubes do continente deve ser a próxima. As informações são do portal "UOL".
Este pode ser o segundo ano seguido que a entidade sul-americana poderá ter que trocar a final da Libertadores. Em 2018, a decisão entre Boca e River teve que sair da Argentina e ir para a Espanha. O motivo foi uma briga antes do segundo jogo que aconteceria no estádio do River Plate.

O Chile vive um momento político extremamente conturbado com uma onda de protestos violentos. Flamengo e River Plate decidem a Libertadores no próximo dia 23. A partida está marcada para Santiago.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários