Com Jesus, Flamengo venceu mais da metade dos jogos em que saiu em desvantagem

Rubro-Negro bateu por 2 a 1 a Portuguesa, de virada, no último sábado

Por Danillo Pedrosa

Ao lado de Arrascaeta, Jorge Jesus dá instrução em treino: cinco títulos em sete disputados pelo Flamengo
Ao lado de Arrascaeta, Jorge Jesus dá instrução em treino: cinco títulos em sete disputados pelo Flamengo -

Rio - Mesmo quando nada dá certo, o torcedor rubro-negro se acostumou a não desistir jamais desde a chegada de Jorge Jesus. A virada sobre a Portuguesa, sem quatro titulares, foi mais uma prova de que o time não se rende até o apito final. Das 17 vezes em que saiu atrás do placar sob o comando do Mister, a equipe terminou vitoriosa em nove, empatou quatro e perdeu quatro.

A falta de atenção em partidas consideradas fáceis, porém, tem sido um dos maiores problemas do Flamengo em 2020. Muitas vezes displicente, o elenco principal viu quatro adversários abrirem o placar: Resende (3 a 1), Boavista (2 a 1), Independiente del Valle-EQU (2 a 2) e Portuguesa (2 a 1). Mas, quando acordou para o jogo, o time conseguiu a virada todas as vezes, e só sofreu o empate do Del Valle nos minutos finais.

Ao falar em virada, é inevitável para os rubro-negros lembrarem da mais importante delas: a final da Libertadores do ano passado, contra o River Plate. Perdendo por 1 a 0 até os 43 do segundo tempo, o Flamengo conseguiu a vitória nos minutos finais com dois gols de Gabigol, conquistando a América depois de 38 anos.

No total, desde que Jesus assumiu o comando, o Flamengo levou o primeiro gol em 13 partidas no ano passado, e saiu com a vitória em seis delas: Botafogo (3 a 2), Bahia (3 a 1) Fortaleza (2 a 1), River Plate (2 a 1), Ceará (4 a 1) e Al-Hilal (3 a 1). Nas outras vezes, empatou com Athletico-PR, Corinthians e Internacional, todos por 1 a 1, e perdeu para Emelec (2 a 0), Bahia (3 a 0), Santos (4 a 0) e Liverpool (1 a 0).

 

Comentários