Tricampeão mundial de 1970 detona postura do Flamengo sobre coronavírus: 'Irresponsável'

Tostão não gostou de atitude do clube carioca

Por O Dia

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, e Marcos Braz, vice de futebol
Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, e Marcos Braz, vice de futebol -
Rio - O ex-jogador da seleção brasileira, tricampeão na Copa de 1970, Tostão, detonou a postura do Flamengo diante do coronavírus. Na opinião do ídolo do futebol, a postura do Rubro-negro foi negligente. 
"Um dos vice-presidentes do Flamengo, infectado pelo coronavírus, teve contato próximo, durante uma viagem, com jogadores, comissão técnica, dirigentes e funcionários do clube. Mesmo assim, sem saber o resultado dos exames que todos fizeram, o Flamengo entrou em campo contra a Portuguesa. Foi uma absurda irresponsabilidade. O exame de Jorge Jesus deu positivo, e, nesta terça (17), ele fez a contraprova", escreveu em sua coluna na "Folha de S. Paulo".
Além disso, Tostão também criticou a postura dos responsáveis pelo futebol brasileiro como um todo. "Irresponsáveis também foram as federações de futebol de vários estados, que marcaram partidas no fim de semana, com ou sem público. Não importa. Times e atletas deveriam ter se recusado a jogar, como fez o River Plate, na Argentina', opinou.

Galeria de Fotos

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, e Marcos Braz, vice de futebol Alexandre Vidal
Tostão Reprodução Internet

Comentários