Crise do coronavírus: fornecedora atrasa pagamento de parcela ao Flamengo

Rubro-Negro ainda não recebeu a quantia de R$ 9 mi e não obteve justificativa

Por O Dia

Presidente Rodolfo Landim ao lado de Marcos Braz: comando do futebol rubro-negro
Presidente Rodolfo Landim ao lado de Marcos Braz: comando do futebol rubro-negro -
Rio - Os clubes brasileiros começam a enfrentar a crise provocada pela pandemia do coronavírus. Com o Flamengo, não é diferente. A Adidas, fornecedora de material da equipe carioca, atrasou o pagamento referente à primeira parcela anual do patrocínio e não apresentou qualquer justificativa. As informações são do site "Globo Esporte".
Atualmente, o Flamengo recebe R$ 17.725.750,00 anuais da Adidas. O valor é pago em duas parcelas, uma em cada semestre, com vencimentos em em 1º de abril e 1º de outubro. No entanto, o valor de R$ 8.862.875 não caiu na conta do Rubro-Negro na última quinta-feira.
O vínculo entre Flamengo e Adidas se iniciou em 2013 e está prevista até 2023. Além do valor do patrocínio, o clube carioca também recebe royalties pela venda de produtos e premiação por metas alcançadas.

Comentários