Bap (centro) critica TV Globo
 - Divulgação Flamengo
Bap (centro) critica TV Globo Divulgação Flamengo
Por O Dia
Rio - Durante o período de paralisação do futebol por conta da pandemia do novo coronavírus, o Flamengo está fazendo uma série de entrevistas com jogadores e dirigentes. O escolhido deste sábado foi Luiz Eduardo Batista, o Bap, vice-presidente de Relações Externas e membro do Conselho de Futebol do Rubro-Negro.

Em uma das perguntas, Bap precisou falar sobre a atuação do Conselho de Futebol do Flamengo no dia a dia do clube. O dirigente mostrou sinceridade nas palavras e revelou que, 'às vezes, dá vontade de dar tiro em atleta'.

"Todos nós somos torcedores. Todos nós, às vezes, queremos dar um tiro em um atleta, queremos jogar ele do décimo andar, queremos que vá embora do Flamengo, xingamos, e a gente acorda no dia seguinte e pensa:'Ainda bem que não fizemos isso'. O Conselho de Futebol não se mete em escalação. Não se mete em padrões e protocolos de treinamento, de concentração, de fisioterapia. Nada disso. Tudo aquilo que serve de base para o futebol é avaliado pelo Conselho de Futebol. Esse ano estamos aumentando essa atuação para as categorias de base do Flamengo. Para daqui a três, quatro anos, eles entendam o que é jogar no Flamengo."

Em um outro momento da entrevista, Bap garantiu que o calendário de 2020 vai ser cumprido, mesmo com todo o problema que o país vive por conta da Covid-19.

"Todas as competições vão acontecer. Os patrocinadores podem ficar tranquilos. Nós vamos entregar tudo que está previso até 30 de dezembro", disse Bap.