Declarações sobre incêndio no Ninho podem resultar na expulsão de Bandeira do Flamengo

Fala do ex-presidente sobre a tragédia não caiu bem dentro do clube

Por O Dia

CPI do Ninho do Urubu na ALERJ. Na foto, o ex - presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo chega para acompanhar a CPI orientado por advogados.                                 Estefan Radovicz / Agência O Dia                        CIDADE,RIO,ESPORTES,FUTEBOL,INCÊNDIO,MORTES,FOGO,FLAMENGO
      Byline
CPI do Ninho do Urubu na ALERJ. Na foto, o ex - presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo chega para acompanhar a CPI orientado por advogados. Estefan Radovicz / Agência O Dia CIDADE,RIO,ESPORTES,FUTEBOL,INCÊNDIO,MORTES,FOGO,FLAMENGO Byline -
Eduardo Bandeira de Mello pode ser expulso do quadro de sócios do Flamengo. De acordo com o "UOL", após o ex-presidente declarar que o incêndio no Ninho do Urubu não aconteceria se ele estivesse no comando, o grupo "Vanguarda Rubro-negra"enviou uma carta à administração pedindo providências contra Bandeira.
De acordo com o grupo de conselheiros, chefiado por Marcelo Vargas, candidato à presidência na última eleição, a declaração de Bandeira pode estar relacionada à sua intenção de disputar a prefeitura do Rio nas próximas eleições. A carta afirma que "o pronunciamento inconsequente de um ex-presidente traz um prejuízo de grande repercussão negativa para o clube, em um momento de crise mundial, onde toda a sociedade está fragilizada por uma pandemia que vem ceifando vidas e que trará sequelas à economia mundial".
A alegação é que Bandeira infringiu duas normas do estatuto: "abster-se de usar qualquer meio de comunicação para veicular expressões desonrosas contra o Flamengo, ou os membros de seus Poderes, em campanha eleitoral, ou em razão de suas funções", e "veicular expressões desonrosas, por qualquer meio de comunicação, contra o Flamengo, ou os membros de seus Poderes, em campanha eleitoral, ou em razão de suas funções".
Internamente, a declaração de Bandeira não pegou nada bem. Prova disso é a forte declaração de Marcos Braz à "Fla TV", na qual chegou a chamar o ex-presidente de "mau caráter".
"O presidente Bandeira de Mello foi muito infeliz nas declarações. Infeliz está barato para ele. Se analisar bem, foi covarde ou mau caráter. Não conheço muito ele. Esta atitude eu não sei se foi de mau caráter ou oportunista. Quem trabalhou com ele acha que foi de mau caráter, eu acho que foi de oportunista"

Comentários