Bandeira de Mello critica volta do Flamengo aos treinos: 'Acho inoportuno'

Ex-presidente do Rubro-negro se pronunciou sobre o ocorrido

Por Lance

Eduardo Bandeira de Mello
Eduardo Bandeira de Mello -
Rio - Presidente do Flamengo de 2013 ao fim de 2018, Eduardo Bandeira de Mello comentou a respeito da decisão de jogadores, comissão técnica e funcionários envolvidos no departamento de futebol do Flamengo acerca do retorno às atividades no Ninho do Urubu, mesmo sem o aval da Prefeitura e do Governo do Rio de Janeiro, em meio à pandemia do novo coronavírus.

O ex-mandatário teceu uma breve opinião e, em entrevista à colunista Marília Ruiz, do "UOL", considerou a volta aos treinos "inoportuna".

"Não vi as imagens, mas acredito no que você (Marília Ruiz) está reportando. Acho inoportuno", disse Bandeira.

Bandeira foi protagonista de uma desavença com a atual diretoria do Rubro-Negro recentemente, quando o assunto foi a tragédia que levou dez jovens da categoria de base do clube a óbito, após incêndio no Ninho do Urubu.

Por falar no Ninho, desde o início desta semana, o elenco profissional realizou avaliações físicas e deu início aos treinos nos campos 1 e 5 do CT. Já nesta quinta, o Fla emitiu uma nota oficial e, além de admitir a volta pela primeira vez, externou que os atletas e demais profissionais envolvidos "sentem-se seguros e aptos" em razão "do protocolo de segurança e prevenção adotado".
A nota é assinada por Marcos Braz, vice-presidente de futebol, Bruno Spindel, diretor de futebol, pelo técnico Jorge Jesus, pelo doutor Márcio Tannure, chefe do departamento médico, e, finalmente, pelos jogadores do elenco profissional do Flamengo.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA

"Diretoria, comissão técnica e atletas profissionais do Clube de Regatas do Flamengo vêm a público se manifestar a respeito do retorno das atividades do futebol profissional no Centro de Treinamento George Helal.

Os atletas e os integrantes envolvidos no dia a dia do Ninho do Urubu informam que se sentem seguros e aptos a retomar os treinamentos em razão do protocolo de segurança e prevenção adotado pelo Departamento Médico do Flamengo.

O protocolo foi colocado em prática seguindo as mais rigorosas determinações de segurança internacional. Colaboradores, atletas e integrantes da comissão técnica realizaram testes com resultado negativo para a Covid-19, além de serem examinados diariamente pelo Departamento Médico.

O Centro de Treinamento do Flamengo dispõe dos equipamentos necessários e também conta com diária higienização rigorosa. Não à toa, o clube adotou 13 medidas para retomar as atividades e que foram divulgadas na última segunda-feira (18).

Depois de exames na reapresentação e de testes físicos no dia seguinte, os treinos foram retomados na quarta-feira (20) em acordo com o protocolo da FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro). Vale ressaltar que o documento contempla atividades ao ar livre. Sendo assim, os grupos de trabalho são espalhados pelos campos do Ninho do Urubu.

Por fim, atletas e integrantes do futebol profissional do Flamengo reforçam o entendimento sobre o momento delicado e estão dispostos a colaborar com ações que favoreçam o combate ao novo coronavírus e o retorno aos treinamentos.

Atenciosamente,

Marcos Braz
Vice-presidente de Futebol

Bruno Spindel
Diretor Executivo de Futebol

Jorge Jesus
Técnico do time profissional

Márcio Tannure
Chefe do Departamento Médico

Atletas profissionais do Clube de Regatas do Flamengo"

Comentários