A vacinação tem sido o método mais eficaz para reduzir o número de óbitos em meio à pandemia de coronavírusJohaehn - Pixabay - Creative Commons

Quarta dose
Guapimirim – A quarta dose de vacina contra o coronavírus (Sars-Cov-2) para pacientes imunossuprimidos já está disponível em Guapimirim, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O intervalo é de quatro meses após a aplicação da terceira dose. A imunização está disponível de segunda a sexta-feira, exceto feriados e pontos facultativos, das 8h às 11h, nos seguintes locais:
* Praça Paulo Terra, no Centro.
* Posto de Saúde da Vila Olímpia.
* Posto de Saúde de Parada Modelo.
* Posto de Saúde do Orindi.
* Posto de Saúde do Vale das Pedrinhas.
A aplicação de quarta dose está ocorrendo em outras regiões do mundo, como Israel, por exemplo, por conta do surgimento da cepa Ômicron, que está se espalhando pelo Brasil.
De acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, são considerados imunossuprimidos:
* Pessoas vivendo com HIV.
* Pacientes com câncer que fazem uso de quimioterapia.
* Pacientes que fazem tratamento de hemodiálise.
* Pacientes que fazem uso de medicamentos modificadores de resposta imune.
* Pacientes com imunodeficiência primária grave.
* Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, autoinflamatórias e doenças intestinais inflamatórias).
* Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras.
* Pessoas que fazem uso de corticoides em doses superiores a 20mg/dia de prednisona ou equivalente por mais de 14 dias.
Terceira dose
A terceira dose de vacina contra o Covid-19 está disponível para a população adulta que tomou a segunda dose há mais de quatro meses. Antes, o intervalo entre as duas doses era de seis meses, mas diminuiu, devido ao surgimento de variantes.
Para os imunossuprimidos, o intervalo entre a segunda e a terceira dose é de apenas 28 dias.
Segunda dose
A aplicação de segunda dose da Janssen também está disponível nos mesmos dias, horários e locais. Para isso, é preciso ter recebido a primeira com pelo menos dois meses de intervalo.
As pessoas que tomaram a primeira dose desse imunizante somente conseguirão receber uma terceira de fabricante diferente depois de tomar a segunda da Janssen. Antes, esta era de dose única.
Vale lembrar que, em Guapimirim, quem tomou duas doses da Janssen também não receberá o reforço de AstraZeneca, pois ambas utilizam a mesma tecnologia de adenovírus.
Pessoas que deixaram de tomar a segunda dose há mais de 60 dias, independentemente do fabricante – AstraZeneca, Coronavac, Pfizer ou Janssen – poderão fazê-lo normalmente.
Aplicação de imunizantes distintos
No referido município, quem tomou as duas doses iniciais da Pfizer poderá receber a terceira de qualquer outro dos três imunizantes disponíveis.
Quem se vacinou inicialmente com Coronavac poderá ter a terceira dose dos demais, exceto do mesmo.
A combinação de imunizantes visa estimular a produção de anticorpos em meio ao surgimento de novas cepas da doença.
Primeira dose
Ainda é possível tomar a primeira dose de vacina contra o coronavírus em Guapimirim, tanto no caso de quem relutou quanto para quem está completando 12 anos e precisava ter essa idade mínima para se imunizar.
Para o público adolescente, o imunizante aplicado é o da Pfizer, o único até o momento autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).