AMBULATÓRIO DE DOENÇAS FALCIFORME DE MAGÉ É DESTAQUE NA BAIXADA
AMBULATÓRIO DE DOENÇAS FALCIFORME DE MAGÉ É DESTAQUE NA BAIXADACosta Jr. / Divulgação
Por O Dia

Magé se tornou referência no tratamento à doença falciforme na Baixada Fluminense. Com uma equipe multiprofissional composta por hematologista, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social e pediatra, os mageenses portadores ou que têm traço da doença contam com um serviço humanizado sem sair da cidade.

A Doença Falciforme é um nome utilizado para as doenças causadas pela presença de uma Hemoglobina anômala, a Hemoglobina S nos glóbulos vermelhos. As células morrem prematuramente, causando uma escassez de glóbulos vermelhos saudáveis (a anemia), e podem obstruir o fluxo sanguíneo, causando dor (crise de dor). Infecções, dores e fadiga são os principais sintomas da doença.

O problema de saúde é hereditário. Quando uma pessoa herda dois genes com esta alteração (um do pai e outro da mãe), é portador de Anemia Falciforme. Quando herda a alteração de apenas um dos pais é considerada Traço Falciforme, e não tem a doença.

"O programa de doenças falciformes têm todo o atendimento especializado desde aqueles que suspeitam da doença até os portadores. Fazemos o diagnóstico através do exame de eletroforese de hemoglobina, a dispensação de medicamentos, consultas e ações de conscientização para que todos sejam atendidos da melhor forma", explicou a coordenadora do programa, Izabel Gama.

O diferencial do ambulatório se dá pela atenção humanizada aos pacientes, garantiu a coordenadora, que frisou o avanço do programa na atual gestão.

"Com a nova gestão estamos tendo a possibilidade de avançar com programa, porque conseguimos transporte para que nossa equipe faça a conscientização sobre os cuidados com a saúde do portador de DF nas Unidades de Saúde da Família. É uma doença até desconhecida por muitas pessoas e as ações de conscientização na sala de espera das USFs são importantes para que mais pessoas conheçam e saibam que tem tratamento na cidade em que ela mora", destacou.

Para acesso do serviço, o cidadão pode ir direito à unidade ou procurar a USF mais próxima de casa que também faz o encaminhamento. O ambulatório funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no térreo da Secretaria Municipal de Saúde, na Rua Pio XII, nº 35 - Centro, Magé.

Você pode gostar
Comentários