DH realizará reprodução simulada para investigar mortes no Complexo da Maré

O objetivo da ação é refazer três cenas de homicídio e complementar as perícias de outras seis mortes

Por bianca.lobianco

Rio - A Divisão de Homicídios da Capital (DH) fará três reproduções simuladas (reconstituições do crime) e cinco perícias complementares na Nova Holanda, no Complexo da Maré nesta terça-feira, a partir das 14h. O objetivo das três reproduções simuladas é reconstituir três cenas de homicídio e complementar as perícias de outras seis mortes. Já as perícias complementares vão verificar as circunstâncias da morte de um sargento do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e outros nove homens, após uma operação do Bope em junho do ano passado. Para isso o delegado Rivaldo Barbosa, titular da unidade, intimou 40 policiais militares do Bope e do Choque, além dos comandantes dos batalhões na época da operação.

—  Polícia prende integrante da quadrilha do traficante Menor P
—  Único padre exorcista do Rio é da Maré
— Toque de silêncio do tráfico é desafio para militares na Maré

A reprodução simulada é um instrumento da investigação que consiste em reunir no local do fato policiais que participaram da ação. Na presença da autoridade policial e de peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), a versão apresentada pelos policiais em depoimento terá a sua procedência verificada.

A ação vai contar com a presença de cinco delegados, 10 peritos criminais, três peritos legistas e 80 agentes da DH, além de policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

Exército divulga balanço dos primeiros dias de operação na Maré

O primeiro fim de semana de operação das tropas federais no Complexo da Maré terminou com oito prisões e três apreensões de menores, divulgou nesta segunda-feira a Força de Pacificação. De acordo com o chefe da Comunicação Social da Brigada Paraquedista do Exército, major Alberto Horita, dois suspeitos foram presos com um veículo roubado, e seis por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas.

Com o auxílio de blindados%2C tropas do Exército e da Marinha ocuparam comunidades da MaréFoto%3A Tiago Ramos / Agência O Dia

Entre os menores, dois também estariam envolvidos com a venda de entorpecentes. Com um deles, os militares encontraram pequena quantidade de droga e munição. Os casos foram levados para a 21ªDP (Bonsucesso).

Desde as 6h da manhã do último sábado, início da operação, os militares já apreenderam dez equipamentos usados para triturar cocaína, pequenas quantidades de crack, maconha e cocaína.

Além das substâncias ilícitas, também houve apreensões de 242 cartuchos calibre 45, de uma arma branca com inscrições de uma facção criminosa e de três equipamentos de rádio comunicação. Dois veículos roubados e R$ 970 também foram encontrados.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia