Mais Lidas

Uerj antecipa recesso de fim de ano devido à falta de verbas

Problema atingiu funcionários terceirizados de limpeza, que estão sem receber pagamento; Universidade está repleta de lixo espalhado durante protesto desta quarta-feira

Por paloma.savedra

Rio - Diante de problemas financeiros e alegando um déficit orçamentário de R$ 23 milhões, a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) antecipou o recesso de fim de ano da instituição para esta quinta-feira (18). A situação é tão grave que a paralisação é por tempo indeterminado.

A Reitoria da Uerj informou ainda que, em decorrência do déficit, tem tido dificuldades de "honrar vários compromissos, em especial com empresas terceirizadas de serviços (limpeza, segurança e outros)". Por conta da falta de pagamento, funcionários terceirizados, responsáveis pela limpeza da instituição, chegaram a fazer um protesto no campus de Vila Isabel nesta quarta-feira. A manifestação ganhou ainda o apoio de centenas de alunos da universidade, que espalharam lixo pelo chão do prédio. 

Hall de entrada da Uerj%3A lixo pelo chão em protesto contra atraso de saláriosFoto do leitor

Segundo os funcionários terceirizados da instituição, eles não receberam os salários relativos ao mês de dezembro, incluindo vencimentos do 13º. Parte do grupo carregou cartazes e faixas com dizeres como 'Trabalhar sem receber é escravidão' e 'Reitoria e Construir, cadê nosso pagamento?", citando a empresa contratada pela Uerj para prestar serviços de limpeza. 

Júlio Diniz, diretor da Construir Arquitetura, contou que, em determinados contratos, não recebe desde agosto. Em outros, conseguiu receber da Uerj até outubro. “Conseguimos pagar a primeira parcela do 13º salário, vale-transporte e vale-refeição, mas falta dinheiro para a segunda parcela e para o salário de novembro, que está com dez dias de atraso. Não sei o que fazer, nem vendendo meu escritório, consigo levantar esse dinheiro a tempo do Natal”, lamentou Diniz.

Durante o protesto, os alunos espalharam muito lixo pelo hall e outros andares da universidade. Os elevadores também não estão circulando. A atitude dos alunos teve repercussão nas redes sociais e dividiu opiniões.

Alunos apoiam protesto de funcionários terceirizados na Uerj

Funcionários da limpeza espalharam lixo pelo chão da universidade e seguraram cartazes de protesto à falta de pagamentoReprodução Facebook

Estado alega problemas na arrecadação por conta da diminuição dos royalties do petróleo

Por meio de nota, a Reitoria da Uerj afirma ainda que o Estado do Rio teve problemas "graves" com a arrecadação por conta da diminuição dos royalties do petróleo e outras situações. Em decorrência disso, o governo teve dificuldades na suplementação orçamentária da instituição.

Em decorrência do problema, a instituição decidiu antecipar o recesso de fim de ano para esta quinta-feira (18 de dezembro) e que o retorno só será realizado com a situação normalizada. A Reitoria declarou ainda que está comprometida a solucionar o problema. 

Alunos fizeram manifestação na Rua São Francisco XavierTiago Frederico / Agência O Dia

Por volta das 20h, dezenas de alunos interditaram a Rua São Francisco Xavier, no sentido Méier, para protestar. Com faixas e cartazes e gritando palavras de ordem como 'Vergonha', os estudantes fizeram uma manifestação pacífica no trecho.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia