Menor se entrega à polícia dizendo que participou do ataque a Jaime Gold

Acompanhado da irmã, o adolescente prestou depoimento na DH e inocentou o primeiro suspeito de ataque com faca

Por thiago.antunes

Rio - Um jovem de 17 anos se entregou na 25ª DP (Engenho Novo), na madrugada desta terça-feira, dizendo ser um dos participantes do ataque ao médico Jaime Gold, na Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio. Brutalmente esfaqueado, o cardiologista morreu horas depois, no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea. O adolescente foi à unidade acompanhado da irmã e, a partir do depoimento, o primeiro menor apreendido - que desde o início negou ter esfaqueado o médico - acabou inocentado pela polícia. O adolescente afirmou que o primeiro menor apreendido não participou do crime.

Nesta tarde, o último adolescente que assumiu estar presente na noite do ataque prestava depoimento na Divisão de Homicídios da Capital (DH). Responsável pelo caso, a DH, inclusive, já tinha dado como encerradas as investigações. Este é o terceiro menor apreendido, o segundo que se entregou à Polícia.

Na semana passada, a Vara da Infância e Juventude da Capital decidiu manter internado provisoriamente o adolescente de 16 anos suspeito de participar do assalto que resultou na morte do médico. A decisão acatou pedido do Ministério Público, que encaminhou à Justiça representação contra ele por ato infracional correspondente ao crime de latrocínio. 

Menor suspeito de esfaquear Jaime Gold será internado, decide Justiça

Delegado encerra investigação da morte do médico Jaime Gold

Testemunha não reconheceu menor como autor de ataque a Jaime Gold

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia