Agência americana irá combater tráfico de armas no Rio

Agentes já chegaram e vão abrir escritório

Por thiago.antunes

Rio - O combate ao tráfico de armas para o Brasil vai ganhar um reforço no Rio. A agência americana Drug Enforcement Administration (DEA), que promove o combate ao narcotráfico nos EUA, vai instalar um escritório na cidade.

A Secretaria Estadual de Segurança informou que o trabalho ainda não tem data para começar, o que será determinado pelo governo americano, mas confirmou que os trâmites para a abertura da representação já foram acertados, como antecipou a revista ‘Isto É’ deste fim de semana.

Arma antiaérea foi apreendida no Complexo do Chapadão em maioDivulgação

O convênio foi um pedido do secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, que confirmou à revista que dois agentes americanos já estão na cidade. A agência vai colaborar na guerra contra o tráfico de armas, fazendo o levantamento das rotas pelas quais os armamentos estrangeiros, muitos fabricadas nos EUA, entram no Brasil e chegam às mãos dos traficantes.

Esta será a primeira vez que a agência americana atuará em parceria com uma polícia estadual. Os agentes já trabalharam no país, mas sempre em conjunto com o governo federal e por meio das embaixadas.

Beltrame tem cobrado ajuda da União no combate ao tráfico internacional de armas, que, segundo ele, não pode ser enfrentado pela polícia do Rio sozinha. A apreensão de armas pesadas de fabricação estrangeira no estado têm aumentado. Neste ano, a polícia fluminense apreendeu uma média de um fuzil por dia nas mão de bandidos. Os agentes americanos também irão colaborar, segundo a publicação, na segurança dos Jogos Olímpicos de 2016, que contará com efetivo de 85 mil homens.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia