Atendentes ajudam contato de parentes de internados com seus familiares.Divulgação

Inaugurada em agosto de 2020, a central de relacionamentos do Hospital Geral de Nova Iguaçu completa um ano nesta semana comemorando os bons resultados obtidos com o serviço. De acordo com dados da unidade, as reclamações por falta de notícias de familiares e internações relativas a covid-19, por exemplo, caíram 83% no período. A expectativa para o próximo ano é, mesmo sofrendo com a superlotação, é avançar cada vez mais na qualidade do serviço.
Neste primeiro ano, a central funcionou atendendo apenas os pacientes internados nas enfermarias da ala adulta, mas a intenção da direção é aumentar a estrutura do setor e expandir o serviço. O diretor administrativo do HGNI, Paulo Matos, ressaltou que para o sucesso do serviço prestado, é necessário que a população em geral colabore no momento de procurar o hospital.

“Temos uma proposta de montar, de fato, uma grande central de relacionamento e nos comunicarmos com as famílias de todos os pacientes internados no hospital. O sucesso da Central de Relacionamentos foi tão grande que estamos pensando em fazer duas ligações para cada familiar por semana. É importante que o familiar deixe o máximo de contatos telefônicos possíveis para que possamos passar todas as informações com maior precisão, minimizando a reclamação de falta de notícias”, disse.

A central é responsável por atualizar informações de pacientes aos seus familiares durante a internação. São realizadas, em média, 600 ligações telefônicas por mês com orientações sobre temas importantes, como previsibilidade de alta, cirurgias, exames, possibilidades de transferências e pendências de documentação. Como não se informa diagnósticos nestes contatos, as entrevistas médicas continuam sendo feitas. Além disso, o hospital também conta com serviços complementares, como o envio de mensagens eletrônicas por aplicativo, com horários e normas internas, pesquisa de qualidade, sala de alta, ouvidoria e monitoramento.

“Estes serviços, com foco prioritário na assistência, foram feitos para melhorar cada vez mais o suporte à população que vem ao HGNI, para entender suas reivindicações e atender cada uma delas. Neste cenário, a Central de Relacionamento é mais um meio de atendimento seguro”, destaca o diretor geral do HGNI, Joé Sestello.
Publicidade
As ligações são feitas pela Central de Relacionamento durante a semana, conforme a especialidade médica, para familiares de pacientes internados nos setores de enfermaria e emergência, com exceção da pediatria, que tem acompanhante 24h, UTI e Covid-19, no qual as informações são repassadas durante a entrevista médica. A unidade também conta com a Ouvidoria para dúvidas, sugestões e reclamações, que atende todos os dias, das 7h às 19h, pelo telefone 3779-9900 (ramal 248) ou pelo e-mail: [email protected]