Especialistas alertam: escorpiões amarelos estão em plena época de reprodução

Petrópolis tem registros em vários bairros. Casos são encaminhados para as urgências dos principais hospitais da cidade

Por Ney Freitas

Petrópolis possui registros de acidentes com escorpiões em vários bairros
Petrópolis possui registros de acidentes com escorpiões em vários bairros -
Petrópolis - Quando chegam aos centros urbanos representam um sério risco ao homem. Apesar de não serem transmissores de doenças, causam uma série de problemas com picadas acidentais em pessoas e animais domésticos. Alguns graves, com registros de internação e risco de morte. Em Petrópolis, bairros como Morin, Cascatinha, Itamarati, Independência e Corrêas foram responsáveis por grande parte dos registros em 2019.
No Brasil e principalmente na Região Sudeste, a espécie mais comum, e que infesta as cidades causando acidentes, é o Tityus serrulatus, ou “escorpião-amarelo”. Sua principal característica são as pernas e cauda amarelo-clara, enquanto seu tronco é escuro. Seu veneno pode levar a uma intoxicação grave, principalmente em crianças e idosos, além de causar dor local intensa.
A quantidade de infestações por escorpiões nas cidades tem crescido significativamente nos últimos anos. Segundo especialistas, um dos motivos é o crescimento das cidades para locais onde antes havia, apenas, ecossistemas naturais, o que cria uma diminuição da disponibilidade de áreas para os animais. Outro, e mais grave motivo, é a disponibilidade de alimentos para esses animais nas cidades, que muitas vezes está relacionada com a proliferação de outras pragas urbanas, como baratas.
Nas cidades os escorpiões geralmente se alimentam do resto de comida dos seres humanos. As falhas na coleta de lixo e até a própria negligência dos moradores em largar o lixo na calçada atrai os animais. Vale prestar bastante atenção nessa época porque eles já estão em fase de reprodução e o calor acelera o processo”. A afirmação é do professor e especialista em animais de peçonha, Luiz Ernesto Coutinho. Ele avisa, ainda, que em caso de acidente, recomenda-se não tentar “sugar” o veneno nem fazer torniquetes. O ideal é lavar o local com água e sabão e procurar o posto de saúde ou hospital mais próximo.


Veja como evitar a presença de escorpiões:

Manter limpos os jardins, quintais e arredores, aparando a vegetação com frequência
Limpar periodicamente terrenos baldios dos arredores
Não acumular lixo de varredura, como folhas secas, gravetos e cascalhos
Vedar frestas em portas, janelas e muros, impedindo a entrada de escorpiões, principalmente ao anoitecer
Evitar que as paredes fiquem sem reboco, pois os buracos em tijolos servem de locais de abrigo para os escorpiões
Manter alimentos bem embalados para evitar infestação de baratas, cuja presença atrai escorpiões
Manter fechados armários e gavetas
Examinar roupas e calçados e antes de usá-los, principalmente se expostos ou espalhados pelo chão
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários