A entrega das 37 unidades de UTI deve ocorrer até o final deste mês - Caio Garin
A entrega das 37 unidades de UTI deve ocorrer até o final deste mêsCaio Garin
Por Ney Freitas
Petrópolis - Conseguir captar mais leitos clínicos e de unidade de terapia intensiva para o enfrentamento da COVID-19 em Petrópolis. Os desafios vividos pela prefeitura vêm apresentando resultados positivos nas últimas semanas. Na manhã desta sexta-feira, o prefeito Bernardo Rossi foi até o Hospital Nossa Senhora de Aparecida, no bairro Valparaíso, conferir de perto o andamento das obras que vão entregar 37 unidades de UTI ao município.

Os leitos, considerados de retaguarda, serão habilitados junto ao Ministério da Saúde especificamente para atender contaminados pelo coronavírus e ficarão à disposição de pacientes no caso de superlotação do hospital de referência ao tratamento da doença na cidade, o HMNSE. A entrega deve ocorrer até o final deste mês.

Estamos empolgados com os resultados dos esforços em conjunto. As unidades ficaram perfeitas. Leitos e aparelhagem novas estão trazendo a esperança que nós precisávamos neste momento. Nosso empenho não vai parar enquanto não sairmos desse quadro de pandemia”, disse o prefeito Bernardo Rossi.

Para a secretária de Saúde, Fabíola Heck, a chegada dos equipamentos demonstra a preocupação da atual gestão. “Estamos mantendo atenção 24 horas aos casos de COVID-19 na cidade. A chegada dos novos equipamentos deixa claro que a cidade está se armando para o combate à doença. De qualquer forma continuamos pedindo apoio aos moradores. Precisamos manter o distanciamento entre as pessoas. Isso é temporário e extremamente necessário”, disse a secretária.