SSOP fecha mais de 30 lojas em fiscalização no Centro Histórico

Seis lojas foram autuadas por provocarem aglomeração na porta e dentro do estabelecimento

Por O Dia

Seis estabelecimentos foram autuados por aglomerarem consumidores dentro e fora das lojas
Seis estabelecimentos foram autuados por aglomerarem consumidores dentro e fora das lojas -
Petrópolis - Uma ação de fiscalização coordenada pela secretaria de Segurança, Serviços e Ordem Pública (SSOP), com apoio da Vigilância Sanitária e da Guarda Civil, fechou mais de 30 lojas no Centro Histórico na última terça-feira. Elas funcionavam em desacordo com os decretos municipais, que visam reduzir a circulação de pessoas e evitar a disseminação da Covid-19. Seis estabelecimentos foram autuados por aglomerarem consumidores dentro e fora das lojas.

Na Rua Marechal Deodoro, fiscais de postura flagraram uma das agências da empresa de crédito pessoal Crefisa aberta e atendendo consumidores dentro do estabelecimento. A mesma situação foi identificada em outra unidade da rede, na Rua Irmãos D’Ângelo. Já na Rua do Imperador, o flagrante foi em uma loja de calçados. Além da porta aberta, consumidoras foram identificadas pelos agentes públicos experimentando calçados dentro do estabelecimento.

A ação teve como alvos, ainda, três lojas voltadas para a venda de cosméticos. Uma delas foi a Bela Ferraz, localizada no lado ímpar da Rua do Imperador, onde uma fila era formada na porta, organizando a entrada dos consumidores para fazer compras dentro do estabelecimento. Na Paulo Barbosa o alvo da fiscalização foi a Megavale, onde havia aglomeração de consumidores na porta da loja. Na Rua do Imperador, também por aglomeração, foi atuada a loja Ponto da Beleza.

O trabalho que foi iniciado pela manhã e que se estendeu até o fim da tarde resultou em mais de trinta estabelecimentos fechados. “Na Rua Dr. Nelson de Sá Earp fechamos uma imobiliária. Na Rua 16 de Março foram dez lojas. Ainda percorremos a Rua do Imperador. Só na galeria Pelegrini, foram três estabelecimentos fechados. Entre eles um salão de beleza. Estamos ressaltando a urgência de que seja cumprido o decreto de fechamento do comércio não essencial. Estamos em um momento crítico do avanço da Covid-19 e não podemos relaxar com as medidas de prevenção”, destaca a Secretária de Segurança, Serviços e Ordem Pública, Karina Bronzo.

A operação segue nos próximos dias. “Vamos percorrer novamente o Centro Histórico e também os distritos. Quem for flagrado descumprindo o decreto, desrespeitando as medidas determinadas pelo poder público para prevenir contra o contágio da doença será autuado e multado. O isolamento social é recomendação das autoridades de saúde. Estamos fazendo o possível para proteger a população”, destaca Karina.

Comentários