Prefeito Bernardo Rossi recebe mais doze leitos de UTI e reafirma a qualidade na internação de pacientes com o novo coronavírus

Com os novos leitos, município mostra mais uma queda significativa nas taxas de ocupação

Por Ney Freitas

Com os novos 12 leitos, a cidade totaliza, até o momento, 111 leitos exclusivos de UTI para internação e tratamento dos pacientes infectados pelo novo coronavírus
Com os novos 12 leitos, a cidade totaliza, até o momento, 111 leitos exclusivos de UTI para internação e tratamento dos pacientes infectados pelo novo coronavírus -
Petrópolis - O prefeito Bernardo Rossi esteve no Hospital Nossa Senhora de Aparecida, no bairro Valparaíso, para vistoriar a entrega de mais doze leitos de UTI que irão fortalecer os pontos de atendimento no combate ao coronavírus na cidade. A visita foi realizada esta semana. Na unidade, o município possuía, até o momento, 37 leitos exclusivos para o tratamento e internação de pacientes infectados pela doença. Com os novos espaços, Petrópolis passa a contar com 49 leitos disponíveis, no hospital, e 111 no total em todo o município. O hospital ainda deve entregar mais 22 leitos, com previsão até o próximo mês. Todas as unidades fazem parte do plano estratégico da prefeitura para compor a retaguarda necessária ao atendimento e internação de possíveis casos de contaminação pelo novo coronavírus.

Desde o início da pandemia, inúmeras medidas relativas ao acolhimento, tratamento e internação de pacientes infectados foram tomadas pela prefeitura. Ampliação do número de leitos, pactuação com unidades privadas, fechamento das entradas da cidade, criação de um hospital referência no combate à doença e transformação da UPA Cascatinha em UPA Vermelha, entre outras. Medidas que fizeram a diferença e mostraram que a cidade vem conseguindo manter o caminho correto na luta contra o coronavírus.

Petrópolis deu os primeiros passos nessa luta contra a doença muito cedo e, desta forma, garantiu a qualidade dos atendimentos e a proteção da população. Continuamos tentando conscientizar as pessoas sobre a importância do isolamento social e da ajuda de todos para que possamos vencer essa guerra. Estamos no caminho certo e podemos verificar isso através dos números divulgados nos nossos boletins. Enquanto várias cidades do Estado se encontram com a saúde em colapso total, Petrópolis tem uma média de 30% de ocupação de leitos de UTI. Estamos provando que podemos avançar na saúde mesmo em meio a uma pandemia”, afirmou o prefeito Bernardo Rossi.

Mais uma importante iniciativa da prefeitura foi a abertura dos pontos de apoio montados no Centro da cidade e em Itaipava. Nos locais são encaminhados, diariamente, pacientes com suspeita da doença, para que sejam atendidos e orientados pelas equipes médicas. “Fizemos tudo pensando na saúde da população e não vamos abrir mão de tudo o que conseguimos até o momento. O trabalho tem sido duro, mas temos muita satisfação em poder ver que estamos bem à frente de muitos municípios que já não têm como tratar e nem onde internar seus pacientes”, completou o prefeito.

Com mais doze leitos entregues, Petrópolis passa a apresentar uma taxa de ocupação ainda mais baixa que a exigida pelo Ministério Público, de 80%, relativos a pacientes internados nas unidades de saúde da cidade. Números apontam que, no momento, o índice é de 27.0% em relação às UTIs e 42.8% de leitos clínicos.

Galeria de Fotos

Com os novos 12 leitos, a cidade totaliza, até o momento, 111 leitos exclusivos de UTI para internação e tratamento dos pacientes infectados pelo novo coronavírus Caio Garin
As unidades foram entregues na última terça-feira ao município Caio Garin
O prefeito Bernardo Rossi foi conferir de perto a entrega dos leitos no Hospital Nossa Senhora de Aparecida, no bairro Valparaíso Caio Garin
Todos os leitos são equipados com monitores de frequência cardíaca e respiradores de última geração Caio Garin

Comentários