Operação tem objetivo de atender às reclamações dos moradores e retirar das ruas motocicletas que emitem ruído excessivo - Leandro Rabelais
Operação tem objetivo de atender às reclamações dos moradores e retirar das ruas motocicletas que emitem ruído excessivoLeandro Rabelais
Por Ney Freitas
Petrópolis - A operação teve início na noite desta quinta-feira e contou com agentes da 105ª Delegacia de Polícia, no bairro Retiro, em conjunto com a perícia técnico científica. A ação faz parte da "Operação Barulho Zero". Sete motociclistas foram presos em flagrante, tiveram os veículos apreendidos, foram multados e autuados pelo crime previsto no artigo 54 da Lei de Crime contra o Meio Ambiente. A operação foi realizada nos bairros Vale dos Esquilos, Mosela e Centro da Cidade.

A ação teve como objetivo fiscalizar motos irregulares e com emissão de ruídos excessivos que podem causar danos à saúde. De acordo com a delegada Juliana Ziehe, os acusados terão a fiança arbitrada e, caso não paguem, serão encaminhados para a audiência de custódia. Também participaram da operação agentes do 26º Batalhão de Polícia Militar, da Guarda Civil, Fiscalização de Posturas, da Secretaria de Segurança e Ordem Pública do município e do setor de cães da Guarda Municipal.
A operação foi iniciada na última semana com a primeira blitz, em caráter orientativo e educativo. Moradores de vários bairros da cidade ficaram satisfeitos com a medida. "Minha neta é autista e fica muito agitada com o barulho que essas motos fazem. Ela toma vários remédios e temos muitos problemas na hora de fazer a menina dormir. Às vezes, mal ela dorme e as motos passam fazendo barulho. Aí ela acorda e grita muito", disse Alzira Silva, moradora do bairro Mosela há 17 anos.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a ação conjunta com os órgãos de segurança pública de Petrópolis ocorrerá de forma constante, atendendo às denúncias e reclamações de associações de moradores, no sentido de se dar uma resposta aos barulhos excessivos de motocicletas na cidade. Vale lembrar que a Polícia Civil solicita, ainda, que as denúncias sejam feitas pelo whatsapp da delegacia: (24) 988833-8175.