No mesmo processo em que já havia sido condenado, em trâmite desde 1997, foram sentenciados o ex-prefeito de Japeri, Luiz Barcelos de Vasconcelos e outras cinco pessoas - Reprodução
No mesmo processo em que já havia sido condenado, em trâmite desde 1997, foram sentenciados o ex-prefeito de Japeri, Luiz Barcelos de Vasconcelos e outras cinco pessoasReprodução
Por O Dia
Petrópolis - Condenado a quase 10 anos de prisão pelo crime de estelionato, como falsificação de documentos e dinheiro em espécie, um homem de 60 anos de idade foi preso no bairro Quitandinha, em uma operação conjunta entre as Polícias Federal e Militar, na manhã da última quinta-feira. Marcos Roberto Reis Bessa estava em casa, quando foi surpreendido pelos agentes.
No mesmo processo em que já havia sido condenado, em trâmite desde 1997, foram sentenciados o ex-prefeito de Japeri, Luiz Barcelos de Vasconcelos e outras cinco pessoas, entre eles três empresários, um policial militar da reserva e um ex-assessor parlamentar da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, a Alerj.
Publicidade
Na época era investigada uma quadrilha especializada em roubos, receptação e desmonte de automóveis no Rio de Janeiro, Petrópolis, Baixada Fluminense, São Paulo e Paraná. Porém, uma operação realizada em uma gráfica em Bangu, naquele mesmo ano, flagrou a fabricação de R$ 5 milhões em vales-transportes falsos.
As investigações apontaram, ainda, que o grupo atuaria na legalização da documentação de veículos e falsificação de carteiras de habilitação. Também produziam material para o jogo do bicho. Preso em Petrópolis, contra Marcos Roberto constam ainda 12 anotações criminais por estelionato, receptação e formação de quadrilha.