Mais Lidas

Incêndio assusta moradores da Rocinha

Segundo Corpo de Bombeiros, fogo atingiu um imóvel desabitado que reunia diversas sucatas. Chamas foram controladas na tarde deste sábado

Por gabriela.mattos

Incêndio na Rocinha assustou os moradores neste sábadoReprodução Facebook

Rio - Um incêndio assustou os moradores da Rocinha, na Zona Sul do Rio, no fim da tarde deste sábado. A fumaça podia ser vista em diversos pontos da favela. Os bombeiros foram acionados às 16h40 para a Estrada da Gávea, na localidade 'Curva do S'. As chamas já haviam sido controladas por volta das 17h30. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou em um imóvel desabitado, que reunia diversas sucatas. Testemunhas contaram que o fogo chegou a atingir a Casa da Paz, mas os bombeiros não confirmaram esta informação. Não houve feridos no local. 

Confronto entre policiais do Choque e traficantes deixa dois mortos

?Mais cedo, um confronto entre policiais do Batalhão de Choque (BPChq) e traficantes deixou dois criminosos mortos na Rocinha. Os militares realizavam uma operação quando foram atacados pelos bandidos. Após os comparsas ficarem feridos, bandidos atacaram a base principal da UPP da favela.

Ainda segundo a corporação, os dois criminosos foram socorridos para o Hospital Miguel Couto, na Gávea. Horas depois, a PM informou que eles não resistiram aos ferimentos. Com eles os policiais encontraram duas pistolas, seis carregadores e munições.

Cerca de uma hora depois do confronto, por volta das 11h30, a base principal da UPP Rocinha, localizada no Portão Vermelho, foi atacada por criminosos que atiraram contra a base. A sala do comandante e a cozinha da unidade foram atingidas, mas ninguém ficou ferido. O BPChq permanece na Rocinha em apoio à UPP.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia