Policial militar reformado é executado no Recreio dos Bandeirantes

Próximo do local do crime, um ex-PM foi encontrado morto dentro de um carro com ferimentos de tiro nas pernas

Por O Dia

Carro foi alvejado por criminosos
Carro foi alvejado por criminosos -
Rio - O policial militar reformado Anderson Claudio da Silva, de 48 anos, foi executado por vários tiros, na noite desta terça-feira, na Praça Miguel Osório, próximo à Avenida Guignard, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste da cidade. Anderson estava em uma BMW Z3 quando foi atingido por disparos de fuzil. Agentes do 31º BPM (Recreio) estiveram no local e encontraram o PM reformado já morto. Um arma foi apreendida e a perícia foi acionada

De acordo com testemunhas, os criminosos mataram Anderson e, na fuga, roubaram uma Ônix Prata na Avenida Salvador Allende e fugiram no sentido da TransOlímpica.

Próximo dali, os policiais encontraram o ex-policial Davi Soares Batista, 48 anos, dentro de uma HB20 com ferimentos de tiro nas pernas. Davi foi expulso da Polícia Militar por envolvimento com a contravenção.

Foi encontrada uma pistola calibre 9 mm dentro do carro em que Davi estava. Ele foi levado ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra, onde esteve internado sob custódia da PM.

A Polícia Militar ainda não esclareceu se Davi fez parte da execução de Anderson. O PM reformado ingressou na corporação em 1989 e deixa um filho. As investigações do caso estão a cargo da Delegacia de Homicídios da Capital (DH).

Outro assassinato na mesma região 

Em março deste ano, Marcelo Diotti da Mata foi morto no estacionamento do restaurante Outback que fica na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, a cerca de 14 km do crime desta terça.

Marcelo era casado com a ex-mulher do ex-vereador Cristiano Girão, condenado comandar milícia na Gardênia Azul, em Jacarepaguá. Em 2017, ela já havia acusado Girão de tentar matá-la por conta de ação por pensão para a filha.

Galeria de Fotos

Carro foi alvejado por criminosos WhatsApp O DIA (21) 98762-8248
Homem morto no Recreio Reprodução Facebook