Vias expressas têm fluxo de veículos menor nesta sexta-feira

Paralisação dos caminhoneiros, que atinge em cheio o abastecimento de combustível e afeta serviços essenciais do Rio, causa o esvaziamento das vias expressas da cidade. Queda no congestionamento na cidade chegou a 71,6% às 9h40

Por Adriano Araujo e Nadedja Calado

Avenida Brasil vazia: falta de combustível esvazia vias expressas da cidade
Avenida Brasil vazia: falta de combustível esvazia vias expressas da cidade -

Rio - A paralisação dos caminhoneiros, que atinge em cheio o abastecimento de combustível e afeta serviços essenciais do Rio, causa o esvaziamento das vias expressas da cidade, na manhã desta sexta-feira. A queda no número de congestionamento em toda a cidade foi de 71,6%, às 9h40. No horário de 8h, em pleno rush, a queda de retenções causadas por veículos atingiu 55%, caindo 60 para 27 quilômetros de trânsito lento.  

A reportagem do DIA passou pelas Avenida Brasil e a Linha Amarela, onde percebeu o "vazio" causado pela falta de carros de passeio e até ônibus. Segundo o Centro de Operações Rio (COR), as lentidões registradas na cidades são somente em acidentes e em enguiços de veículos.  

A Lamsa, que administra a Linha Amarela, ainda não divulgou o número de veículos que passaram na via expressa. Diariamente passam 120 mil veículos na Praça do Pedágio.

Linha Amarela também tem movimento abaixo do normal nesta sexta-feira - Agência O Dia

 

Galeria de Fotos

Avenida Brasil vazia: falta de combustível esvazia vias expressas da cidade Agência O Dia
Linha Amarela também tem movimento abaixo do normal nesta sexta-feira Agência O Dia

Últimas de Rio de Janeiro