Crivella participa de abertura dos Jogos Estudantis, no Parque Olímpico

Segundo prefeitura, serão oferecidos cursos de línguas, oficinas artísticas e esportivas, ações de assistência social e odontológica e cursos profissionalizantes na Arena Carioca 3

Por O Dia

Prefeito Marcelo Crivella e o secretário municipal de Educação, Cesar Benjamin, na abertura da 27ª edição dos Jogos Estudantis
Prefeito Marcelo Crivella e o secretário municipal de Educação, Cesar Benjamin, na abertura da 27ª edição dos Jogos Estudantis -

Rio - O prefeito do Rio Marcelo Crivella, abriu oficialmente, nesta quarta-feira, a 27ª edição dos Jogos Estudantis, no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Zona Oeste carioca. A competição, com 25 modalidades esportivas, vai reunir 20 mil alunos de 150 escolas da rede municipal de ensino.

"Declaro abertos os jogos estudantis do município do Rio de Janeiro", disse o prefeito aos atletas na cerimônia.

O evento também marca a parceria inédita da prefeitura com o Sesc e o Senac na Arena Carioca 3. De acordo com Crivella, ali serão oferecidos cursos de línguas, oficinas artísticas e esportivas, ações de assistência social e odontológica e cursos profissionalizantes.

"Esse legado olímpico precisa ser uma realidade no Rio. Nós não podemos ficar com um 'largado olímpico'. As dívidas foram imensas, e todos acompanharam o esforço que a cidade do Rio de Janeiro fez para que essa Olimpíada (de 2016) ocorresse. Aliás, muitos dos países que fizerem Olímpiadas se ressentiram e abandonaram seus estádios, até a China", comentou o prefeito.

"Mas o Rio, não. E essa atividade (Jogos Estudantis) é espetacular, outras virão. Todas as federações têm convênio com a Arena Carioca 3, e aqui tem sido realizadas atividades constantemente. É um momento muito lindo, porque os nossos meninos e meninas estão entrando naquilo (a Arena) que é deles", concluiu Crivella.

O secretário municipal de Educação, Cesar Benjamin, informou que o trabalho com os alunos tem três ênfases principais: leitura/matemática; artes; e esportes.

"Esporte é respeito às regras, aos adversários, disciplina. Tudo o que vamos precisar nas nossas vidas. Desejo que todos tenham êxito. Talvez, entre vocês, estejam futuros ganhadores de medalhas para o Brasil", disse o secretário, voltando-se para os estudantes.

O adolescente Davyd Marizane, 15 anos, estava entusiasmado na solenidade de abertura. Ele vai competir no futsal pela Escola Municipal Charles Anderson, que fica na Fazenda Botafogo, Zona Norte da cidade.

"Estou com uma sensação nervosa - admitiu Davyd. "É a primeira vez que participo de uma competição tão grande assim. Mas estou confiante no nosso time - completou o estudante-atleta, que prometeu transformar o frio na barriga em muito empenho", completou o estudante. 

Patrícia Amorim, subsecretária municipal do Legado Olímpico, ex-atleta olímpica da natação, incentivou os alunos. "Esperamos que vocês sejam muito felizes nos Jogos. Que aqui se descubram valores esportivos e a educação seja plena, com mais do que se aprende em sala de aula", declarou.

Para Regina Pinho, diretora regional do Sesc-RJ, "os jogos Estudantis são educação e cultura, e essa é a nossa missão, estar ao lado da meninada que é o futuro do nosso país". 

 

Últimas de Rio de Janeiro