Portal pede informações para identificar criminosos que mataram policial em Acari

Ellery Ramos de Lemos foi atingido por um tiro na cabeça, chegou a ser levado para o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, mas não resistiu

Por O Dia

Portal pede informações para identificar criminosos que mataram policial em Acari -

Rio - O Portal dos Procurados divulgou um cartaz pedindo informações que possam ajudar a Delegacia de Homicídios da Capital (DH) na identificação e prisão de quem matou o policial civil Ellery Ramos de Lemos, de 51 anos. Uma recompensa de R$ 5 mil está sendo ofertada pelos assassinos do agente de segurança.

Lemos era o chefe do Grupo de Investigação Complementar (GIC) da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), e foi morto com tiro na cabeça, na manhã desta terça-feira, durante uma operação na Favela de Acari, na Zona Norte do Rio. Ele chegou a ser levado para o Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, Zona Oeste. No entanto, o agente já chegou morto na unidade.

Com a morte deLemos, chega a 63 o números de agentes mortos no Rio, sendo 56 da Polícia Militar, três da Polícia Civil, dois agentes da Secretária de Administração Penitenciária (SEAP) e dois do Exército.

Quem tiver qualquer informação sobre a localização dos envolvidos na morte de Lemos, pode entrar em contato com o Disque Denúncia pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; Central de Atendimento do Disque Denúncia (21) 2253-1177; através do Facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/; e pelo aplicativo Disque Denúncia RJ. As informações serão encaminhadas ao Grupo de Ação Conjunta (GAC).

Últimas de Rio de Janeiro